Frango: Preços do Animal Vivo e da Carne Estiveram Enfraquecidos em Agosto – Investing.com

Os preços do animal vivo e da carne estiveram enfraquecidos ao longo de praticamente todo o mês de agosto. No início do período, produtores ficaram frustrados, pois tinham expectativa de que a demanda aumentasse, fundamentados no típico aquecimento em início de mês e também no fim das férias escolares. No final de agosto, o movimento de queda nos preços do animal foi reforçado, visto que as demandas interna e externa ainda não reagiram.

Nesse cenário, o frango congelado negociado no atacado da Grande São Paulo teve média de R$ 3,65/kg em agosto, 6,81% inferior ao do mês anterior, mas 8,8% superior ao de agosto/17, em termos nominais. Para o resfriado, a média mensal foi de R$ 3,60/kg, queda de 3% em relação ao mês anterior, mas alta de 6,4% frente a agosto/17. Essa retração, por sua vez, acabou elevando a competitividade da carne de frango frente às duas principais substitutas (bovina e suína), que, por sua vez, se valorizaram em agosto.

EXPORTAÇÃO – O maior preço pago em pelo frango exportado e o câmbio elevado fizeram com que o valor da proteína em Reais atingisse recorde em agosto. Segundo relatório da Secex, a carne de frango in natura foi exportada com preço médio de US$ 1,55/kg, alta de 2,9% frente ao de julho. O valor recebido pelo exportador em moeda nacional subiu 5,8% de julho para agosto, a R$ 6,09/kg, um recorde. Em agosto, o dólar teve média de R$ 3,93.

No mês, foram exportadas 368,48 mil toneladas de carne de frango in natura, recuo expressivo de 15,9% frente a julho, quando os embarques da proteína atingiram recorde (série iniciada em 2004) e redução de 3,7% na comparação com agosto/17, segundo dados da Secex. Apesar dessa diminuição, o volume exportado em agosto foi o terceiro maior desde 2017, atrás justamente de agosto/17 e julho/18.

As maiores cotações contribuíram para atenuar os efeitos da redução do volume exportado em agosto. Dessa forma, a receita obtida pelo setor foi de aproximadamente R$ 2,25 bilhões, 15% acima da recebida em agosto/17.

O desempenho favorável das exportações de carne de frango in natura em julho/18 e em agosto/18 tem ajudado a cadeia da avicultura de corte a amenizar parte das perdas acumuladas desde o final de 2017. Para efeito de comparação, de dezembro/17 a maio/18, quando as exportações estavam enfraquecidas, o preço do frango congelado na Grande São Paulo recuou 9%, enquanto de dezembro/17 até agosto, os valores se estabilizaram, com pequena recuperação de 0,6%.

Série estatística

Evolução de preços

Evolução de preços

Média de preços

Média de preços

Fonte Oficial: Investing.com.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!