Suspensão de exercícios dos EUA com Coreia do Sul enfraqueceu os exércitos, diz general – Isto É

A suspensão neste verão (no hemisfério norte) das manobras conjuntas dos exércitos americano e sul-coreano enfraqueceram a sua preparação militar, declarou nesta terça-feira (25) o general Robert Abrams, o próximo comandante das forças americanas na Coreia do Sul.

A pausa nos exercícios militares decidida pelo presidente americano, Donald Trump, em sua histórica reunião de cúpula com o líder norte-coreano, Kim Jong Un, em junho, representou um “risco cauteloso” para melhorar as relações com Pyongyang, assinalou o general Abrams ao Congresso.

Mas houve “certamente uma piora no nível de preparação da força, nas forças combinadas”, acrescentou durante a sua audiência ante a Comissão das Forças Armadas do Senado, que deve confirmar a sua indicação.

Se isso acontecer, o general Abrams sucederá o general Vincent Brooks nesta posição que lhe outorga três cargos: comandante das forças americanas na Coreia do Sul, chefe do comando conjunto das forças sul-coreanas e comandante das forças da ONU na península.

Cerca de 28.500 soldados americanos estão na Coreia do Sul e seu treinamento com as tropas sul-coreanas é regular, mas o Pentágono anunciou em junho que suas principais manobras militares conjuntas neste país ficariam “suspensas indefinidamente”.

O post Suspensão de exercícios dos EUA com Coreia do Sul enfraqueceu os exércitos, diz general apareceu primeiro em ISTOÉ DINHEIRO.

Fonte Oficial: Isto É.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!