Trump critica comércio global e defende guerra comercial com a China – Exame

Nações Unidas – Em discurso na Assembleia Geral da ONU, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, exigiu nesta terça-feira que os países façam mudanças urgentes no sistema de comércio global e defendeu a postura americana tanto no recente acordo com o México como na guerra comercial com China, por considerar que o déficit com o governo chinês “não é aceitável”.

“No mês passado, anunciei um revolucionário acordo comercial entre Estados Unidos e México. Ontem, estive com o presidente (sul-coreano) Moon Jae-in para anunciar a assinatura bem-sucedida do novo acordo comercial EUA – Coreia do Sul”, disse Trump ao comentar sobre a revisão do trato de 2012.

“E isso é só o início. Muitos países nesta sala concordarão que o sistema de comércio global necessita urgentemente uma mudança”, acrescentou.

Trump avisou que não tolerará mais “os abusos” comerciais de outros países nem permitirá que “vitimizem” ou “enganem” os trabalhadores e empresas americanos.

“Os Estados Unidos acabam de anunciar tarifas para outros 200 bilhões de produtos chineses, totalizando US$ 250 bilhões. Tenho um grande respeito e afeto por meu amigo, o presidente (chinês) Xi Jinping. Mas deixei claro que nosso desequilibrio comercial simplesmente não é aceitável”, esclareceu.

Segundo o presidente americano, “as distorções do mercado da China e a forma como elas são enfrentadas não podem ser toleradas, e os EUA sempre atuarão em prol do interesse nacional”.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!