Operação de combate a roubo de cargas prende 25 pessoas no Rio – Isto É

A Polícia Civil do Rio de Janeiro cumpriu  25 de um total de 37 mandados de prisão preventiva expedidos pela Justiça em uma grande operação para combater o roubo de cargas. De acordo com investigações da Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas, essa quadrilha planejava invadir a comunidade da Rocinha, na zona sul do Rio, após a prisão dos líderes das duas facções criminosas da região, comandadas por Antonio Bonfim Lopes, o Nem, e Rogério Avelino da Silva, o Rogério 157, que estão na Penitenciária Federal de Porto Velho, em Rondônia. 

De acordo com a Polícia Civil, somente em 2017, o prejuízo causado pelos roubos de cargas executados pela quadrilha foi de aproximadamente R$ 600 milhões. Os crimes de roubo de cargas ocorreram em vias expressas como a Avenida Brasil, Avenida Automóvel Clube e Rodovia Presidente Dutra. 

As investigações duraram cerca de dez meses. Traficantes roubavam as cargas para financiar a compra de armas e drogas. Para executar os crimes, a quadrilha usava armamento de guerra, como fuzis, granadas e pistolas, e se beneficiavam do poder territorial em comunidades pobres para desembarcar e revender o material roubado. 

Como medida de prevenção de possíveis abordagens, os criminosos usavam uniformes da polícia, bloqueadores de GPS e usavam integrantes da quadrilha para fazer o papel de batedores. Os criminosos também recebiam ajuda de motoristas e vigilantes das empresas de transportes de cargas, que forneciam informações privilegiadas sobre deslocamentos dos veículos e carga que os veículos estavam levando.

A Polícia Civil levantou, ainda, que o grupo recebia apoio de facções criminosas do Rio e de São Paulo. O núcleo da quadrilha era a Cidade Alta, no bairro de Cordovil, na zona norte, que tem acesso fácil pela Avenida Brasil e também pela Rodovia Presidente Dutra. 

A quadrilha atuava em associação com traficantes de diversas outras áreas, entre elas, a comunidade do Muquiço, em Marechal Hermes; a Vila Aliança, em Bangu, na zona oeste; Quitanda, no Complexo da Pedreira; no Complexo da Maré, na zona norte, com ramificações em São Gonçalo, na região metropolitana e também na Região dos Lagos.

Denúncia

De acordo com a 6ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal do Ministério Público do Rio, os criminosos praticavam roubos de cargas de veículos de transporte para consolidar o poder e financiar o tráfico de drogas.  

Entre os 37 denunciados há chefes do tráfico, assaltantes, seguranças privados, motoristas e batedores. Os criminosos responderão na Justiça pelos crimes de associação para o tráfico e financiamento do tráfico por meio dos roubos de carga.

O post Operação de combate a roubo de cargas prende 25 pessoas no Rio apareceu primeiro em ISTOÉ DINHEIRO.

Fonte Oficial: Isto É.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!