Investidor e o Medo de Comprar Ações no Momento Errado – Investing.com

Parabéns, você criou coragem e começou a investir em ações. Deixou de lado todos os mitos e paradigmas do seu vizinho chato ou amigo pessimista que não sabe o que está fazendo na bolsa de valores e começou a olhar para os investimentos em ações de forma diferente.

Mas quando você foi comprar a sua primeira ação, antes de confirmar a operação no seu home broker, com certeza você deve ter se perguntado: “Mas será que agora é a hora certa? Será que essa ação vai cair mais um pouco hoje (ou subir)?!?!… E se eu deixar para comprar amanhã ou semana que vem?!?! Vou pagar mais barato ou mais caro?!?! E agora?”

É inevitável. Se você não passou por isso ainda, é porque está sendo dominado pela ganância. Aliás medo e ganância são dois sentimentos que insistem em acompanhar um investidor em sua jornada, e você precisa ter clareza e controle sobre eles, se quiser ser bem sucedido.

A verdade é que não existe HORA PERFEITA para se comprar uma ação. E se você quiser descobrir isso, você pode terminar louco, ou pobre. Será impossível você prever o momento ideal de compra ou de venda. Esqueça isso, e desconfie de quem diz que consegue.

Bom mas então, o que fazer?

Com base um estudo realizado pela Ibbotson Associates – referência em pesquisas financeiras, se você tivesse investido US$ 12.000,00 no índice do no início de setembro de 1929, dez anos mais tarde você teria US$ 7.223. No entanto, se você tivesse começado com meros US$ 100 e mês após mês, reaplicado mais US$ 100, até 1939 seu dinheiro teria se valorizado para US$ 15.571. Essa é força e o poder da disciplina frente a um mercado de baixa, por exemplo.

Essa é a nossa filosofia de investimentos e o que nós acreditamos. Ou seja, você deve focar em selecionar boas empresas e associar-se a elas visando o longo prazo, e comprar sempre que possível, e só vender se ela estiver sobre avaliada no momento ou com opções melhores a disposição.

Outro estudo da The Vanguard Group, mostra que desde o final de 1999 até o final de 2002, o índice SP500 caiu implacavelmente. Porém se você tivesse iniciado os seus investimentos nesse momento com US$ 3,000 e acrescentado mais US$ 100 a cada mês, seu dispêndio total seria de 30,2% ou R$ 6,600 versus 41,3% do mercado. Consideravelmente menos.

Isso sem contar que, suas compras constantes e a preços cada vez mais baixos, construíram a base para uma recuperação explosiva quando o mercado ressurgisse.

Concluímos com isso, que é indiferente gastar sua energia, procurando comprar ações no “momento certo.” É muito mais rentável (e saudável) você procurar investir sempre, em boas companhias. Realizando compras mensais com foco sempre em longo prazo.

Backtest em Itaúsa (SA:)

Abordamos dois exemplos de mercados de baixa. E agora levantamos o backtest de um mercado de alta, onde a dúvida de se comprar no topo, permanece sempre.

Um de nossos amigos e clientes fez e nos cedeu seu backtest independente (que é simular compras ou vendas no passado) após eu levantar essa questão em nossa consultoria pessoal.

Apesar não ser uma comparação direta com os estudos aqui levantados – pois a Itaúsa (BVMF: ITSA4) vem evoluindo e entregando bons resultados de forma sólida e recorrente, os dois cenários foram excelentes.

Desde o início de 2008, com um aporte inicial de R$ 15.000,00 e compras mensais de R$ 2,000.00, se você tivesse sido um investidor completamente azarado, e comprado as ações da ITSA4 sempre no ponto mais alto do mês, ao final de 10 anos você teria R$ 680.581,66. Já se você tivesse a maior sorte do mundo, e comprado as ações no ponto mais baixo, todos os meses, você teria ao final do período R$ 770,336.82.

Em ambos os casos foi um excelente resultado pois, o montante originalmente investido, foi de exatos R$ 241,000.00. Mais de 200% de lucro apurados em ambos os casos.

Tendo em vista que você não é super homem, e não vai conseguir acertar o momento exato de compra, se você tivesse investido de forma recorrente na Itaúsa por esses 10 anos, teria em média R$ 725,459.24 de capital final, considerando os dividendos investidos no período.

Já se você tivesse investido os R$ 241 mil iniciais, hoje você teria pouco mais de R$ 290 mil (sem contar os dividendos recebidos no período).

Esse é um excelente exercício para tranquilizar qualquer pessoa que se preocupa em comprar as ações no momento certo e passa horas fazendo análises gráficas. Nada contra quem faça, apenas acreditamos que isso é inútil quando se investe em valor com foco em longo prazo.

Aqui na Ideal Investimentos nós nos debruçamos em relatórios contábeis para encontrar empresas confiáveis que tenham potencial de gerar valor aos acionistas e a humanidade ao longo do tempo.
Buscamos a apreciação do capital de forma segura e realmente rentável.

Fonte Oficial: Investing.com.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!