EUA, Canadá e México fecham acordo para substituição do Nafta – Isto É

Estados Unidos e Canadá fecharam um acerto de última hora no fim da noite de domingo (pelo horário de Washington) para reformular o Tratado Norte-Americano de Livre Comércio (Nafta, na sigla em inglês), eliminando incertezas sobre a sobrevivência do acordo comercial que entrou em vigor há um quarto de século.

Segundo autoridades americanas, o pacto permitirá que o Canadá se junte a um acordo selado no fim de agosto entre EUA e México e reduz as chances de que o presidente dos EUA, Donald Trump, cumpra ameaças de acabar com o Nafta ou dividir o pacto trilateral.

O acordo entre EUA e Canadá veio apenas quatro dias depois de o Representante de Comércio de Trump dizer no Congresso americano que as divergências entre os dois países eram grandes demais para ser superadas no prazo que havia sido imposto pelos EUA, ou seja, até o último minuto de domingo.

De acordo com uma autoridade americana, o pacto que substituirá o Nafta se chamará Acordo dos EUA, México e Canadá, ou USMCA (pela sigla em inglês).

A mesma autoridade afirmou que os EUA chegaram a um entendimento com Canadá e México para reverter a ameaça de Washington de impor tarifas a carros. Além disso, o USMCA oferecerá “substanciais novas oportunidades de exportação” de laticínios ao Canadá, acrescentou.

Ainda segundo a autoridade americana, as tarifas dos EUA impostas a importações de aço e alumínio serão discutidas separadamente.

O novo acordo também estabelece, pela primeira vez, regras para serviços financeiros e negócios digitais que surgiram desde que o Nafta foi criado, de forma a atender os interesses de vários setores – de empresas farmacêuticas aos mercados financeiros. Fonte: Dow Jones Newswires.

O post EUA, Canadá e México fecham acordo para substituição do Nafta apareceu primeiro em ISTOÉ DINHEIRO.

Fonte Oficial: Isto É.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!