Frango: Apesar de Queda no Mês, Média Diária de Exportação Aumenta – Investing.com

Em setembro, o ritmo de embarques de carne de frango in natura esteve aquecido. Mesmo com o recuo do volume total frente ao mês anterior, a média diária de embarques passou de 16,02 mil toneladas em agosto para 17,64 mil toneladas no último mês, aumento de 10% no período, segundo a Secex – isso ocorreu devido ao fato de que setembro teve menos dias úteis do que o mês anterior. As exportações de carne de frango in natura totalizaram 335,24 mil toneladas em setembro, recuo de 9% frente ao de agosto, também conforme a Secex.

OVOS: DIFERENÇA ENTRE PREÇO DO OVO BRANCO E DO VERMELHO É A MENOR DESDE NOV/16

As dificuldades enfrentadas pela avicultura de postura neste segundo semestre têm reduzido a diferença entre os preços do ovo branco e do vermelho. Isso porque o produto vermelho costuma ter maior valor agregado no comparativo com o ovo branco. No atual cenário de oferta elevada e baixa liquidez no mercado da proteína, avicultores consultados pelo Cepea têm sido forçados a baixar os preços pedidos pelo vermelho com o objetivo de facilitar o escoamento do produto, reduzindo, assim, a diferença para o preço do branco. Em Bastos (SP), a diferença média entre o preço do ovo branco tipo extra e o do vermelho tipo extra nesta parcial de outubro (até o dia 4) é de 4,54 reais por caixa de 30 dúzias, a menor desde novembro de 2016, em termos nominais. Nesta primeira semana do mês, apesar da estabilidade das cotações da proteína em todas as regiões acompanhadas pelo Cepea, agentes relatam dificuldades de comercialização e esperam que o pagamento dos salários aumente o ritmo dos negócios na próxima semana.

CITROS: PRODUTOR FIRME MANTÉM COTAÇÃO DA TAHITI EM ALTA

De acordo com informações do Cepea, apesar da pressão exercida por compradores em relação às cotações da lima ácida tahiti, produtores estão firmes nos preços, fundamentados no atual cenário de oferta limitada. As poucas frutas disponibilizadas apresentam tamanho miúdo, o que as torna menos atrativas aos consumidores. Na parcial desta semana (de segunda a quinta-feira), a tahiti tem média de R$ 83,52/cx de 27 kg, colhida, avanço de 8,6% em relação à semana passada. Quanto à laranja, a procura pela valência no mercado de mesa paulista está maior em relação à laranja pera, por conta do preço mais atrativo. Na parcial desta semana, a valência é comercializada à média de R$ 28,61/cx de 40,8 kg, na árvore, elevação de 3,4% frente à semana anterior. Já a pera tem média de R$ 32,83/cx, alta de 1,8% no mesmo comparativo.

Fonte Oficial: Investing.com.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!