Ibope: candidatos à presidente não conseguem reduzir rejeição na reta final – Isto É

Na última semana antes do primeiro turno da eleição presidencial, que ocorre amanhã (7), os candidatos ao Planalto não conseguiram reduzir seus níveis de rejeição perante o eleitorado fora da margem de erro, conforme os resultados da pesquisa Ibope/Estado/TV Globo divulgada neste sábado (6).

Jair Bolsonaro (PSL) é rejeitado por 43% dos eleitores a um dia da eleição. No último dia 3, a rejeição do presidenciável estava em 42%. Fernando Haddad (PT) viu sua reprovação oscilar de 37% para 36%. A rejeição a Ciro Gomes (PDT), por sua vez, oscilou de 17% para 16%.

Marina Silva (Rede) era rejeitado por 23% e na pesquisa de hoje é reprovado por 22%. Entre os entrevistados na pesquisa, 16% dos eleitores dizem que não votariam de jeito nenhum em Geraldo Alckmin (PSDB) – o índice era de 17% no dia 3.

Na sequência, o ranking de rejeição tem Henrique Meireles (10%), Alvaro Dias (9%), Cabo Daciolo (9%), Guilherme Boulos (9%), Eymael (8%), João Amoêdo (8%) Vera (7%), João Goulart Filho (54%).

A pesquisa foi realizada entre sexta-feira, 5, e este sábado, 6. O Ibope ouviu 3.010 votantes. A margem de erro estimada é de 2 pontos porcentuais para mais ou para menos, com um nível de confiança de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral. O levantamento foi contratado pelo jornal O Estado de S.Paulo e pela TV Globo e está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-01537/2018.

O post Ibope: candidatos à presidente não conseguem reduzir rejeição na reta final apareceu primeiro em ISTOÉ DINHEIRO.

Fonte Oficial: Isto É.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!