Bolsas da Ásia fecham sem sinal único, com recuperação modesta em Xangai – Isto É

As bolsas asiáticas fecharam sem sinal único nesta terça-feira. Xangai teve alta, mas com ganho tímido após a queda forte da sessão anterior, enquanto a Bolsa de Tóquio registrou a quarta baixa consecutiva. Na Coreia do Sul, um feriado local manteve os mercados fechados.

Mais cedo, o Fundo Monetário Internacional (FMI) revisou para baixo suas projeções para o crescimento global, o que contribuiu para certa cautela. O FMI citou o crescente protecionismo e a instabilidade em mercados emergentes como fatores. Além disso, hoje o yuan operou em baixa, porém o governo da China reiterou que não pretende usar a moeda como arma na disputa comercial com os Estados Unidos. O Danske Bank diz que alguns mercados asiáticos acompanharam a fraqueza de ontem nos papéis tecnológicos das bolsas de Nova York. O banco dinamarquês diz que pesou o momento negativo das relações diplomáticas entre China e Estados Unidos, após uma visita a Pequim do secretário de Estado americano, Mike Pompeo, que ouviu críticas de autoridades chinesas pela postura comercial dos EUA. Além disso, foi monitorado um relato segundo o qual os EUA poderiam na próxima semana apontar a China como manipulador cambial.

Na China, a Bolsa de Xangai fechou com ganho de 0,17%, em 2.721,01 pontos, enquanto a de Shenzhen, de menor abrangência, teve baixa de 0,09%, a 1.448,03 pontos. Ontem, Xangai havia recuado 3,72%. Hoje, ações do setor de energia se saíram bem, porém as dos setores aeroespacial e de tecnologia estiveram sob pressão.

Em Hong Kong, o índice Hang Seng caiu 0,11%, a 26.172,91 pontos, oscilando perto da estabilidade durante o pregão, mas atingindo nova mínima de fechamento em 15 meses. Tencent teve baixa de 1,7% e foi decisiva para o Hang Seng terminar em território negativo. AIA caiu 0,9%, em seu sexto recuo seguido.

Na Bolsa de Tóquio, o índice Nikkei fechou em queda de 1,32%, a 23.469,39 pontos, após a praça local ficar fechada na segunda-feira por causa de um feriado no Japão. O Nikkei absorveu hoje a fraqueza regional e registrou a quarta queda seguida, com o setor de eletrônicos apresentando resultado ruim. Sharp teve baixa de 5,2%, pressionada pela valorização do iene desde a sexta-feira.

Em Taiwan, o índice Taiex fechou em alta de 0,10%, em 10.466,83 pontos, após tocar no dia anterior mínima em oito meses e interrompendo uma sequência de cinco quedas consecutivas. Entre as ações em foco, Largan subiu 2,3%.

Na Oceania, o índice S&P/ASX 200 fechou em queda de 0,97%, em 6.041,10 pontos, mínima de fechamento desde meados de junho, na Bolsa de Sydney. Ações do setor de saúde tiveram baixa de 4% na Austrália e papéis ligados ao consumo também recuaram.

O post Bolsas da Ásia fecham sem sinal único, com recuperação modesta em Xangai apareceu primeiro em ISTOÉ DINHEIRO.

Fonte Oficial: Isto É.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!