Itália, Novamente, Amarga Abertura Negativa. Brexit e CPI no Foco – Investing.com

CENÁRIO MACROECONÔMICO
Por mais uma vez, o governo populista italiano lança mão medidas que desafiam os preceitos da União Europeia e podem piorar a situação fiscal do país ainda mais.

Com 2,4% do PIB em déficit, o governo populista da Itália diz que manterá seu plano orçamentário com altos gastos, mesmo que isso signifique uma multa por descumprimento das metas fiscais.

As promessas de gastos da Itália incluem a introdução de uma renda básica universal e cortes de impostos, além de um confronto crescente com a UE, contestando inclusive a adoção do Euro como moeda única.

A irresponsabilidade do governo italiano é típica de populistas, com viés econômico heterodoxo, como vimos no passado recente no Brasil.

É, em última instância, crer que o dinheiro é criado por geração espontânea ou vem de arvores.

O resultado já sabemos.

O real temor fica por conta tanto de contágio sistêmico e do enfraquecimento dos aspectos fiscais de economias que ainda estão num processo de recuperação vigente, como Grécia, Espanha, Portugal, entre outros.

Atenção hoje às vendas ao varejo no Brasil, e aos resultados de Indusval (SA:), Lopes, Oi (SA:), M. Dias Branco (SA:), PDF, Cemig (SA:) e Eternit (SA:). No exterior, Macy’s, Cisco, Oracle, 12st Century Fox, Mizuho, Japan Postal Bank, Merck, Pirelli e Toei.

Macro: CPI, IGP-10 e Serviços.

CENÁRIO POLÍTICO
Os velhos articuladores da política brasileira já se mexem para garantir algum tipo de influência no próximo governo, contrariando inclusive posições criadas durante a campanha (que novidade!!).

Renan já se mexe para retomar a presidência do senado, inclusive com possível apoio às pautas do novo governo, assim como Maia, que até divide opiniões no DEM, mas que desenha sua manutenção na presidência da câmara.

O novo governo lentamente observa tais movimento e começa a entender a dinâmica das casas, coisa que Bolsonaro conhece bem, porém seus aliados, principalmente da equipe econômica ainda não tem bom trânsito.

Segue a curva de aprendizado.

CENÁRIO DE MERCADO
A abertura na Europa é negativa e os futuros NY abrem em queda, com o orçamento italiano e o Brexit.

Na Ásia, o fechamento foi negativo, de olho no em franca queda.

O opera em queda contra a maioria das divisas, enquanto os Treasuries operam negativos em todos os vencimentos.

Entre as commodities metálicas, a queda é geral, com destaque ao , com a produção Industrial chinesa positiva.

O petróleo abre em queda, com o Irã mantendo parte das exportações e possíveis acordos de produção em áreas curdas.

O índice de volatilidade abre em alta acima de 4%

CÂMBIO
Dólar à vista : R$ 3,8095 / 1,16 %
Euro / Dólar : US$ 1,13 / -0,177%
Dólar / Yen : ¥ 113,89 / 0,070%
Libra / Dólar : US$ 1,30 / -0,077%
Dólar Fut. (1 m) : 3815,88 / 1,63 %

JUROS FUTUROS (DI)
DI – Julho 19: 6,62 % aa (-0,12%)
DI – Janeiro 20: 7,05 % aa (-0,14%)
DI – Janeiro 21: 8,14 % aa (0,00%)
DI – Janeiro 25: 10,13 % aa (0,50%)

BOLSAS DE VALORES
FECHAMENTO
: -0,71% / 84.914 pontos
: -0,40% / 25.286 pontos
: 0,00% / 7.201 pontos

: 0,16% / 21.846 pontos
: -0,54% / 25.654 pontos
: -1,74% / 5.733 pontos

ABERTURA
: -0,715% / 11390,23 pontos
: -0,844% / 5058,77 pontos
FTSE: -0,652% / 7007,78 pontos

Ibov. Fut.: -0,19% / 85219,00 pontos
S&P Fut.: -0,400% / 2716,70 pontos
Nasdaq Fut.: -0,751% / 6801,50 pontos

COMMODITIES
Índice Bloomberg: 0,32% / 82,70 ptos

Petróleo WTI: 1,11% / $56,31
:1,79% / $66,64

: -0,34% / $1.198,15
Minério de Ferro: -0,39% / $74,98

: -0,05% / $16,18
: 0,14% / $366,75
: 0,55% / $109,80
: 0,16% / $12,62

Fonte Oficial: Investing.com.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!