Queda no petróleo é ruim para Petrobras e boa para Bolsonaro – Exame

A recente queda nos preços do petróleo no mercado internacional tem corroído a receita da Petrobras com exportações e castigado acionistas, mas a baixa vem a calhar para o presidente-eleito Jair Bolsonaro.

Um petróleo mais barato é favorável num momento em que Bolsonaro precisa decidir qual será o futuro do programa de subsídio ao diesel em seu governo.

Com preços de combustíveis mais baixos na bomba, reduzem-se as chances de protestos de motoristas caso o novo governo decida voltar a uma lógica de mercado.

Preços futuros do petróleo tiveram ganho na quarta-feira após um recorde de 12 dias seguidos de quedas.

“Combustíveis mais baratos interessam ao presidente eleito, já que ele pode começar seu governo com a queda dos preços “, disse Adriano Pires, analista de petróleo da consultoria CBIE. “É ruim para a Petrobras, uma empresa que produz e exporta petróleo, mas boa para Bolsonaro.”

O programa de subsídios foi introduzido pelo governo Michel Temer para resolver a greve de caminhoneiros que paralisou a economia em maio e expira em 31 de dezembro.

A equipe econômica de Bolsonaro precisará decidir se mantém ou remove o programa antes de o novo governo iniciar seu mandato em 1 de janeiro.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!