Só um estado brasileiro teve crescimento econômico em 2016, diz IBGE – Exame

O PIB de São Paulo teve queda de 3,1% em 2016, enquanto o PIB do Estado do Rio, em grave crise fiscal, tombou 4,4% em 2016; Amazonas teve a pior queda

Por Estadão Conteúdo

access_time 16 nov 2018, 13h49 – Publicado em 16 nov 2018, 10h56

Rio – O Produto Interno Bruto (PIB) recuou em 25 das 27 Unidades da Federação em 2016 ante 2015. Apenas Roraima, com crescimento de 0,2% ante 2015, teve desempenho positivo naquele ano, quando o PIB nacional recuou 3,3%. O PIB do Distrito Federal teve variação nula em 2016, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que divulgou nesta sexta-feira, 16, as Contas Regionais de 2016.

O PIB de São Paulo teve queda de 3,1%, enquanto o PIB do Estado do Rio, em grave crise fiscal, tombou 4,4%. O PIB do Amazonas, com recuo de 6,8%, registrou o pior desempenho em 2016.

De acordo com o IBGE, apenas cinco Estados (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraná) concentraram 64,4% do PIB do País em 2016. “Este mesmo grupo tinha 68,1% de participação em 2002, ano de início da série”, diz a nota divulgada pelo instituto.

Entre 2002 e 2016, os maiores crescimentos acumulados são de Tocantins (103,4%, 5,2% ao ano em média), Mato Grosso (89,1%, 4,7% a.a.), Roraima (79,5%, 4,3% a.a.), Acre (76,8%, 4,2% a.a.) e Piauí (72,7%, 4,0% a.a.).

“Por outro lado, os piores desempenhos ficam com Minas Gerais (34,1%, 2,1% a.a.), Rio Grande Sul (27,6%, 1,8% a.a.) e o Rio de Janeiro (25,3%, 1,6% a.a.)”, diz a nota do IBGE.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!