Cacau Tem Ano Positivo Apesar de Perder a Liderança entre as Commodities – Investing.com

Do primeiro posto entre as commodities vencedoras deste ano, o caiu para o quarto lugar em menos de quatro semanas. Mas, como diz a música de Natal, dezembro ainda poder ser “a melhor época do ano” para este ingrediente de confeitaria e bebidas, graças à forte demanda que pode livrá-lo do destino que se abateu sobre muitos mercados do setor.

Cacau Gráfico Semanal

Considerando o valor fechamento desta quinta-feira, em Nova York, de US$ 2.170 por tonelada, o cacau proporcionou um retorno de 15% aos investidores que abriram compras no fim de 2017 e mantiveram suas posições desde então.

Mas, até pouco tempo atrás, no dia 7 de novembro, o retorno teria sido de 27%, já que a commodity era negociada próximo às máximas de dois anos de US$ 2.397 por tonelada.

A venda de cacau por fundos de investimento reduzem os retornos da commodity

Desde então, os retornos diminuíram por causa das vendas feitas por gerentes de fundos, seguramente realizando lucros de posições vencedoras para cobrir prejuízos em outras commodities agrícolas, como e , que caíram 15% e 11% respectivamente.

O é agora o líder entre as commodities vencedoras, com um retorno de 57% no acumulado do ano, seguido pela , com 21%, e , com 19%.

Para o cacau, este ainda é um ano positivo, levando em conta que terminou 2017 com uma queda de 11%, depois amargar uma desvalorização de 33% em 2016. Analistas atribuem a recuperação deste ano à melhora na economia mundial, em comparação com os últimos dois anos.

Festas de fim de ano prometem

Diversas festas de fim de ano, como Natal e Ano Novo, em dezembro, prometem alto consumo e trocas de presentes com doces e guloseimas, o que pode beneficiar não só os confeiteiros e investidores de cacau, mas também os moedores que produzem a manteiga de cacau para a preparação de chocolates e sorvetes, além do pó de cacau para assados.

Jack Scoville, analista sênior de produtos agrícolas do Price Futures Group, em Chicago, declarou que, com base nas últimas estatísticas de oferta e demanda, os comerciantes ainda estavam ativamente comprando grãos de cacau em meio a uma produção acima do comum na Costa do Marfim e outros grandes produtores da África Ocidental. Segundo Scoville:

“Se você produz chocolate, já deve ter atendido toda a sua demanda de cacau neste momento, pois seus produtos devem estar nas prateleiras antes de dezembro. Se ainda está comprando ativamente, mesmo que seja para satisfazer suas necessidades no próximo ano, é sinal de que a demanda está muito boa.”

Informações de mercado levantadas pelo Price Futures Group mostram que os preços do cacau estavam sendo sustentados por compradores de grãos nos portos da África Ocidental, mas fundos estavam neutralizando o impacto positivo com a venda a descoberto da commodity. Scoville disse ainda:

“Isso é parte da explicação para o atual desempenho do mercado. Praticamente todas as commodities neste momento estão em uma área de suporte desde a liquidação de investidores, e o cacau, infelizmente, é uma delas. Mesmo assim, essa demanda incomum que estamos vendo antes do Natal ainda pode fazer com que o cacau tenha a sua ‘melhor época do ano.’”

Grande produção e compradores dispostos a gastar trazem benefícios às duas pontas do mercado

Shawn Hackett, da consultoria de mercados agrícolas Hackett Financial Advisors, em Boca Raton, Flórida, concorda com a perspectiva de forte demanda projetada para o cacau por Scoville. Hackett afirmou:

“Neste momento, não vemos qualquer ameaça climática iminente para o cacau, o que significa que a grande safra atual proveniente da África Ocidental continuará aquecendo o mercado, enquanto a agressiva demanda da Ásia lhe proporciona um bom suporte.”

“Um excelente sinal dessa forte demanda é que, apesar do descarregamento recorde de grãos de cacau provenientes da África Ocidental, as diferenças de preços à vista têm aumentado, o que sugere que os preços estão muito baixos.”

Com um mercado tão perfeito para ambos os lados, qualquer interrupção da produção na África Ocidental pode gerar um “violento ajuste para cima”, afirmou Hackett, que disse ainda:

“Por enquanto, vamos ficar de fora, mas queremos comprar esse mercado próximo ao suporte de US$ 2000 quando um novo sinal de compra do ‘dinheiro esperto’ for acionado.”

Fonte Oficial: Investing.com.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!