Tesouro quitou no ano R$ 4,19 bi de estados e municípios inadimplentes

De janeiro a novembro, o Tesouro Nacional pagou R$ 4,19 bilhões em dívidas atrasadas de estados e municípios, informou hoje (17) o órgão. Do total, R$ 3,42 bilhões referem-se a débitos não quitados pelo estado do Rio de Janeiro, R$ 768,2 milhões dizem respeito a mais quatro estados (Minas Gerais, Goiás, Roraima e Piauí), e R$ 13,1 milhões deixaram de ser honrados pela prefeitura de Natal.

Apenas em novembro, a União quitou R$ 627,1 milhões de pagamentos em atraso pelos entes subnacionais. Desse total, R$ 618,1 milhões cabem ao estado do Rio; R$ 8,97 milhões, ao estado de Roraima; e R$ 2,19 milhões, à prefeitura da capital do Rio Grande do Norte.

As garantias honradas pelo Tesouro são descontadas dos repasses da União aos estados e aos municípios. Ao longo do ano passado, no entanto, decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) impediram a execução de algumas contragarantias do estado do Rio de Janeiro, que tem atrasado salários dos servidores e pagamentos a fornecedores.

Em relação aos demais estados inadimplentes, o Tesouro quitou garantias de R$ 553,1 milhões de Minas Gerais este ano, R$ 126,95 milhões do Piauí, R$ 54,5 milhões de Roraima e R$ 33,6 milhões de Goiás.

Com a adesão do estado do Rio ao pacote de recuperação fiscal, no fim do ano passado, o estado pode contratar novas operações de crédito com garantia da União (nas quais o governo federal cobre atrasos em parcelas), mesmo estando inadimplente. Goiás e Piauí estão impedidos de contrair empréstimos com garantia do Tesouro até setembro de 2019; Minas Gerais, até agosto de 2019; e Roraima, até novembro do próximo ano. A prefeitura de Natal está impedida de contrair financiamentos garantidos pelo Tesouro até 5 de novembro de 2019.

Edição: Juliana Andrade

Fonte Oficial: EBC.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!