Ibovespa Destoa das Bolsas Mundiais e Fecha 2018 com Forte Alta – Investing.com

Bom dia Investidores,

No último pregão de 2018, o subiu 2,84%, chegando aos 87.887 pontos. O giro financeiro foi de R$ 11,3 bilhões. Com isso o Ibovespa encerrou o ano com uma alta de 15,03%, descolando das principais bolsas do mundo que caíram. É o terceiro ano consecutivo de alta na bolsa brasileira.

Os grandes destaques do ano foram, as ações da Magazine Luiza(SA:), que subiram 126,34% em 2018, por conta dos ótimos resultados apresentados ao longo do ano, sempre acima das expectativas.

As ações da Cemig(SA:) subiram 116,76%, por conta das eleições, colocando o governo do Partido Novo, Romeu Zema, em Minas Gerais, mais focado em privatizações. E fechando o pódio, as ações da B2W(BTOW3 (SA:)) que subiram 104,98%, apresentando bons resultados durante o ano, melhorando o capital de giro e gerando caixa.

Já na parte negativa, as ações que mais caíram 2018, foram as ações da Cielo(SA:) que caíram 58,15%, sofrendo com a agressividade dos concorrentes e perdendo cada dia mais market share.

Outras ações que sofreram bastante, foram as ações da Qualicorp(SA:), que caíram 56,90%, essa queda foi reflexo de um acordo assinado pelo fundador da companhia, José Seripieri Filho, que o impede de vender suas ações e abrir outra empresa no setor.

E para finalizar o nosso pódio negativo, as ações da Kroton(SA:) que caíram 50,03%, por conta dos números que vem piorando após enfraquecimento de programas como o FIES.

Indo para o , apesar da queda de 0,36% no último pregão, o ano foi de forte alta, subindo 16,89% e encerrando em R$ 3,87. Enquanto isso caiu 0,16% no último dia do ano, porém fechou com alta de 11,73%. Quem sofreu com desvalorização mesmo, foi peso argentino que caiu 50,7% frente ao dólar e a , que caiu 28,3%.

Já os DIs terminaram o ano em queda, dando um voto de confiança ao novo presidente. Com isso o DI jan/2020 fechou em 6,55% e o DI jan/2025 ficou em 9,10%.

Na agenda, hoje vamos ter os dados do IPC-S, índice de preço ao consumidor semanal, os dados de fluxo cambial e a balança comercial de dezembro.

Indo para os Estados Unidos, o último pregão, na segunda, foi de alta, porém não apagou o ano ruim. O subiu 1,15% na segunda, porém fechou com queda de 5,63% no ano. O subiu 0,85%, mas fechou o ano com queda de 6,24%, enquanto o subiu 0,77%, mas recuou 3,88% em 2018.

A agenda norte-americana é fraca, esperando o payroll que irá sair na sexta e esperando novas declarações de Powell, após final de ano conturbado. Indo para a Europa, o ano foi de queda para as principais bolsas. da Alemanha caiu 18,26% no ano, da França, caiu 11,94% e a IBEX da Espanha, caiu 15,43%. As ações abriram o ano em baixa, com destaque para a CAC-40 que abriu caindo 1,92%.

Na Ásia, o ano também não foi bom, com o fechando o ano com queda de 12,08%, e o Índice Shangai caindo 24,61%. No primeiro pregão do ano, fecharam em queda também, com o Nikkei 225 caindo 0,31% e o Índice Shangai caindo 1,15%.

O preço do barril de , também despencou durante o ano de 2018, o WTI fechou com queda de 24% no ano e o caiu 19% em 2018. Além disso as criptomoedas também sofreram muito durante 2018, com o caindo mais de 70% e caindo mais de 80%. Apesar da aversão ao risco em 2018, caiu 3,13% no ano.

Ótimo ano e bons negócios!

{{yt-xPKiy5_Mq5Q|Ibovespa destoa das bolsas mundiais e fecha 2018 com forte alta | Acorda Mercado 02/01}}

Fonte Oficial: Investing.com.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!