BNDES financia ampliação de distribuição de etanol no Sudeste

A Logum Logística vai receber um financiamento de R$ 1,81 bilhão do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para a implantação da infraestrutura dutoviária e de armazenamento do Sistema Logístico de Etanol, divulgou o banco. O projeto está orçado em R$ 3,3 bilhões, cabendo ao BNDES financiar 54%, e, além dos dutos, prevê a construção de um terminal de armazenamento de combustível em Guarulhos.

O financiamento aprovado para o projeto prevê a construção de dutos que vão ligar os terminais de Uberaba (MG), Ribeirão Preto e Guarulhos (SP) com aos principais centros consumidores das regiões metropolitanas de São Paulo e Rio de Janeiro, por meio de dutos próprios e de dutos da Petrobras operados pela Transpetro.

A fase inicial do projeto começou em 2011, com um empréstimo do BNDES de curto prazo, o chamado empréstimo-ponte. O projeto prevê a construção de 481 quilômetros de dutos. Até agora, foram feitos 353 quilômetros, entre Uberaba (MG) e Paulínea (SP), aos terminais coletores e de armazenamento de etanol em Uberaba e em Ribeirão Preto. A partir de Paulínia, o atendimento às regiões metropolitanas de São Paulo e Rio de Janeiro é feito por meio da utilização de dutos da Petrobras operados pela Transpetro.

Em 2017, o sistema transportou 2,5 bilhões de litros de etanol. Com a conclusão das obras, prevista para 2021, a previsão é transportar 8 bilhões de litros do combustível/ano.

A Logum Logística, que tem como acionistas Petrobras, Raízen Energia, Copersucar e Uniduto, é uma Sociedade de Propósito Específico (SPE), criada em 2011, e tem sede no Rio de Janeiro.
 

Edição: Fábio Massalli

Fonte Oficial: EBC.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!