Bolsonaro “se equivocou” ao falar em aumento do IOF, diz Onyx – Exame

Brasília – O presidente Jair Bolsonaro “se equivocou” ao dizer que havia assinado um aumento do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) para financiar a manutenção dos benefícios da Sudam e Sudene e não haverá aumento de impostos, afirmou nesta sexta-feira o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.

Segundo Onyx, o aumento do IOF era uma das soluções previstas para compensar a criação de uma nova despesa, como exige a Lei de Responsabilidade Fiscal, mas não foi adiante. O governo conclui que a extensão dos benefícios fiscais não afetaria o orçamento deste ano, apenas a partir de 2020, quando será incluído no Orçamento.

“Quando nós verificamos que entre as soluções esta era inaceitável pelo ministro da Economia e por nós, porque havia um compromisso de não aumentar impostos, nós colocamos toda a equipe, que encontrou uma solução que dá tranquilidade ao presidente e que não traz nenhum aumento de impostos”, disse Onyx.

O ministro também afirmou que a diminuição da alíquota máxima do Imposto de Renda de 27,5 por cento para 25 por cento, também anunciada por Bolsonaro esta manhã, é uma ideia mas não tem prazo para ser implementada.

“Ele quer, ele concorda”, disse Onyx. “É fruto de um estudo, mas não tem como fazer sem ter o equilíbrio fiscal.”

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!