Brexit, IPCA, CPI e Powell No Foco do Mercado – Investing.com

Ao que se prometia ser uma realização de lucros em nível global, ganhou tração no final da sessão anterior por conta de eventos locais e nos EUA.

O reforço do termo ‘paciência’ com os juros americanos por parte de Powell reitera a recente renovação da comunicação da autoridade monetária, demonstrando que mesmo com os indicadores econômicos acima das expectativas, o que se deve observar neste momento é a inflação.

O perfil da dívida americana e a elevação de seu custo em vista ao aperto monetário também foi citado pelo chairman como fatores a serem observados, levando à conclusão que o ciclo de altas nos EUA tende a se aproximar do fim.

Powell deve discursar novamente hoje e mantida tal premissa, a semana pode ser de um fechamento de 6 dias consecutivos para as bolsas de valores internacionais.

Localmente, o ânimo também se renovou com declarações do governo de não oposição à conclusão do negócio entre Boeing e Embraer (SA:), inclusive sem a necessidade de Golden Share.

Na sessão de hoje, as atenções se voltam às inflações ao varejo, com o IPCA fechando o ano abaixo de 4% e reiterando o contexto de preços favoráveis no Brasil e na mesma linha, o CPI nos EUA deve reforçar o discurso de Powell.

Por fim, o Reino Unido deve concluir hoje a votação do Brexit e tentar reverter a série de problemas advindos do referendo de quase dois anos, onde uma parcela significativa dos britânicos se mostrou arrependida.

CENÁRIO POLÍTICO
A questão do muro e a perda da câmara dos deputados para os democratas adicionaram ainda mais ‘nuvens negras ao inferno astral’ de Donald Trump.

O presidente americano tem mantido o shutdown do governo, fazendo com que diversas agências simplesmente parem de operar e a situação já escalou para a inspeção de alimentos e bebidas, controle de parques nacionais e algumas embaixadas.

Para piorar a situação de Trump, os democratas podem se alinhar com parte dos republicanos e acabar com o shutdown em breve.

ABERTURA DE MERCADOS
A abertura na Europa é positiva e os futuros NY abrem em alta, na expectativa pela votação do Brexit.

Na Ásia, o fechamento foi positivo, após o discurso de Powell.

O opera em queda contra a maioria das divisas, enquanto os Treasuries operam negativos em todos os vencimentos observados.

Entre as commodities metálicas, a alta é generalizada. O abre em alta e pode registrar ganhos semanais.

O índice de volatilidade abre em alta de 0,4%

CÂMBIO
Dólar à vista : R$ 3,7114 / 0,82 %
Euro / Dólar : US$ 1,15 / 0,200%
Dólar / Yen : ¥ 108,33 / -0,092%
Libra / Dólar : US$ 1,28 / 0,165%
Dólar Fut. (1 m) : 3715,33 / 0,54 %

JUROS FUTUROS (DI)
DI – Janeiro 20: 6,65 % aa (-0,12%)
DI – Janeiro 21: 7,46 % aa (1,36%)
DI – Janeiro 22: 8,09 % aa (1,25%)
DI – Janeiro 25: 8,94 % aa (0,56%)

BOLSAS DE VALORES
FECHAMENTO
: 0,21% / 93.806 pontos
: 0,51% / 24.002 pontos
: 0,42% / 6.986 pontos

: 0,97% / 20.360 pontos
: 0,55% / 26.667 pontos
: -0,36% / 5.775 pontos

ABERTURA
: 0,020% / 10923,74 pontos
: 0,097% / 4810,32 pontos
FTSE: 0,604% / 6984,83 pontos

Ibov. Fut.: -0,19% / 94335,00 pontos
S&P Fut.: 0,039% / 2595,10 pontos
Nasdaq Fut.: -0,030% / 6623,25 pontos

COMMODITIES
Índice Bloomberg: 0,77% / 80,03 ptos

Petróleo WTI: 1,06% / $53,15
:0,70% / $62,11

: 0,44% / $1.292,37
: -0,11% / $73,98

: -1,97% / $16,39
: 0,73% / $379,00
: 0,24% / $104,45
: 0,71% / $12,77

Fonte Oficial: Investing.com.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!