Rodovia de Integração do Sul terá concessão por 30 anos

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, assinou nesta sexta-feira (11), em Porto Alegre, a concessão da Rodovia de Integração do Sul (RIS), que interliga 32 cidades gaúchas. A rodovia é formada por trechos da BRs 101, 290, 386 e 448.

A concessão por 30 anos foi contratada com o Grupo CCR, por meio do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI). Conforme estabelecido, a empresa terá que investir R$ 7,8 bilhões na melhora da rodovia durante o período de concessão, além dos gastos de custeio, estimados em R$ 5,6 bilhões, para conservação, operação e monitoramento da estada. A CCR instalará sete pedágios em todo o trecho.

Entre as obrigações contratadas, a CCR deverá manter na rodovia sete postos de atendimento aos usuários. Além disso, estarão disponíveis 10 ambulâncias, quatro UTIs móveis, 13 guinchos leves, quatro guinchos pesados, três caminhões-pipa e sete veículos de inspeção de trânsito, entre outros equipamentos disponíveis.

De acordo com nota do Ministério da Infraestrutura, a expectativa do governo é que é que o empreendimento gere 2 mil empregos diretos nos dois primeiros anos de concessão.

“É a nossa primeira entrega”, salientou Gomes de Freitas. A concessão foi decidida em leilão realizado em novembro do ano passado, organizado pela Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT).

O ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República, Alberto Santos Cruz, que acompanhou a assinatura da concessão, defendeu o modelo adotado no Programa de Parcerias de Investimentos. “[O modelo de concessão] oferece para a iniciativa privada a possibilidade de investimentos em projetos até então públicos, com total garantia de qualidade técnica e segurança jurídica para que possa administrá-la à longo prazo”, disse Santos Cruz.

 

Fonte Oficial: EBC.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!