Petrobras quer usar direito de preferência para 6ª rodada de licitação

A Petrobras informou que apresentou hoje (14) ao Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) a manifestação de que pretende exercer o direito de preferência da estatal para a sexta rodada de licitação de blocos exploratórios sob o regime de partilha de produção. O certame está previsto para o segundo semestre de 2019.

De acordo com a companhia, após análise técnica, aprovação da diretoria executiva e deliberação do conselho de administração, a empresa concluiu que deveria manifestar o interesse em exercer o direito de preferência nos blocos de Aram, Norte de Brava e Sudoeste de Sagitário, como operador e com o percentual de 30%. 

Segundo a estatal, o valor correspondente ao bônus de assinatura a ser pago por ela será de R$ 1,8 bilhão, caso o resultado do leilão confirme o patamar de participação que definiu ao manifestar o interesse no certame.

A companhia informou ainda que poderá ampliar o percentual de 30% indicado para a área onde está exercendo seu direito de preferência, formando consórcio para participar da licitação.

Nas áreas em que não exerceu direito de preferência, a Petrobras informou que “poderá participar em condições de igualdade com os demais licitantes, seja para atuação como operador ou como não operador”.
 

Edição: Fábio Massalli

Fonte Oficial: EBC.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!