Mais uma exchange de criptomoedas anuncia demissões – Portal do Bitcoin

A exchange de criptomoedas ShapeShift, baseada na Suíça, demitiu um terço de sua equipe em meio à queda nos preços do Bitcoin e uma onda de vendas, segundo o CEO da empresa, Erik Voorhees. O anúncio foi realizado no dia 8 de janeiro pelo Twitter.

Em seguida à postagem na rede social, Voorhees publicou o texto “Superando o Cripto Inverno da ShapeShift e a trajetória a seguir ” no blog da empresa, no qual divulga que demitiu 37 de seus funcionários.

Segundo o CEO, a medida foi tomada devido ao “recente ciclo de Bear Market”. Ele salientou que “a maior e a pior decisão financeira da empresa ocorreu para lidar com uma exposição substancial aos criptoativos”, de acordo com a nota.

Além disso, Voorhees abordou outras questões que envolveram as demissões. Ele revelou que em 2018 a ShapeShift foi atingida em quatro vias: problemas legais, de estrutura, de pessoal, financeiros e com clientes. “A confluência desses fatores, combinado com nossa própria falta de foco no produto, resultaram nas demissões”.

O CEO da Exchange pediu desculpas aos que foram afetados pela decisão, mas tentou trazer uma mensagem otimista.

“Entre suas muitas qualidades, os criptoativos permitem que as pessoas (e as máquinas) armazenem valores de forma fácil e também os transfiram da mesma forma para outra pessoa, em qualquer lugar do mundo. Esse poder é incrível e sem precedentes”, finalizou em seu texto.

Em setembro de 2018, o Wall Street Journal revelou uma investigação na qual cerca de US$ 88,6 milhões em fundos obtidos de forma fraudulenta foram repassados através de 46 exchanges de criptomoedas. Entre essa quantia, US$ 9 milhões teriam sido transferidos através da ShapeShift, segundo a publicação.

Voorhees negou as acusações e afirmou que a equipe da ShapeShfit trabalhou em conjunto com o Wall Street Journal durante cinco meses,  mas “sob falsos pretextos”. Segundo ele, as informações que sua exchange forneceu ao jornal foram colocadas fora de contexto ou omitidas.

Demissões no setor de criptomoedas

Desde meados de 2018, onda de demissões ocorre no setor de criptomoedas internacional e também no Brasil, como o Portal do Bitcoin já havia reportado.

A Bitmain, maior empresa de mineração de bitcoin do mundo, demitiu uma leva de funcionários nos últimos dias do ano, enquanto a ConsenSys estimou em dezembro que demitiu de 13% de sua equipe.

Já no final de novembro do mesmo ano, a Steemit  reduziu sua equipe em 70% devido a uma “reorganização estrutural”. Alguns meses antes, em setembro, a exchange Kraken dispensou 57 funcionários de seu escritório no Canadá.

No Brasil, a corretora brasileira de criptomoedas Foxbit diminuiu a equipe de Tecnologia de Informação em agosto; a Mercado Bitcoin demitiu 20 funcionários, e a divisão brasileira da Huobi demitiu seis dos 10 funcionários da operação nacional.


BitcoinTrade

Baixe agora o aplicativo da melhor plataforma de criptomoedas do Brasil. Cadastre-se e confira todas as novidades da ferramenta, acesse: www.bitcointrade.com.br

O post Mais uma exchange de criptomoedas anuncia demissões apareceu primeiro em Portal do Bitcoin.

Fonte Oficial: Portal do Bitcoin.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!