Demanda por energia elétrica atingiu novo recorde nesta quarta-feira

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) registrou, nesta quarta-feira (16), mais um recorde na demanda por energia elétrica, com a carga atingindo 87.000 megawatts (MW). A demanda foi superior ao apurado ontem (15), quando a carga máxima registrada no sistema interligado do país atingiu 85.800 MW. Os dois valores superam o recorde anterior, do dia 5 de fevereiro de 2014, quando a demanda máxima chegou a 85.708 MW.

Rio de Janeiro - Pelo segundo dia consecutivo, o Rio bateu recorde de calor em 2014.

ONS atribuiu o aumento da demanda de energia à altas temperaturas registradas no país – Arquivo/Agência Brasil

Segundo o ONS, a demanda subiu por causa das altas temperaturas que ocorrem em todo o país. Os picos de demanda ontem e hoje foram registrado no período da tarde.

O ONS informou que os recordes de demanda ocorreram em dias atípicos, em que também houve restrições importantes no sistema de operação. A primeira restrição refere-se à indisponibilidade do linhão de transmissão do bipolo que atende a Usina Hidrelétrica de Belo Monte.

A segunda restrição é relativa à “indisponibilidade de parte da transmissão em usinas do Rio Madeira, em Rondônia, decorrente de um problema técnico na subestação de Porto Velho”, acrescentou o ONS.

O operador destacou que as causas das restrições nas linhas de transmissão ainda estão sendo analisadas. Hoje, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) disse que também está investigando as ocorrências. “Apesar dessas ocorrências no SIN [Sistema Integrado Nacional], não houve interrupção no fornecimento de energia, sendo atendidos os critérios de operação referentes à tensão e frequência”, disse o ONS.   

Edição: Nádia Franco

Fonte Oficial: EBC.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!