Calendário da semana: 21 a 25 de dezembro Por Investing.com – Investing.com

© Reuters.

Investing.com – Esta semana, os investidores continuarão monitorando as negociações comerciais EUA-China em busca de sinais de progresso, enquanto a paralisação continuada do governo continua a atrasar alguns dos principais relatórios econômicos.

Os investidores receberão uma atualização sobre a vendas de imóveis usados e pedidos de seguro desemprego essa semana, enquanto os os mercados permanecerão fechados por um longo feriado na segunda-feira.

Outros importantes relatórios econômicos desta semana incluem números sobre o crescimento do PIB do quarto trimestre da China na segunda-feira, o mais recente relatório de empregos do Reino Unido na terça e na quinta-feira nos dados do PMI da zona do euro. As reuniões dos bancos centrais na zona do euro e no Japão também estarão em foco, embora não sejam esperadas grandes mudanças na política monetária.

Os desenvolvimentos do Brexit serão acompanhados de perto, com a primeira-ministra britânica Theresa May pronta para revelar seu Plano B no parlamento na segunda-feira, antes da votação de 29 de janeiro, depois que seu plano inicial foi derrubado por uma margem de 230 votos na semana passada.

Os observadores do mercado também estarão olhando para o Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, que começa na terça-feira. O fórum não terá a presença do Presidente Donald Trump ou representantes de sua administração, como resultado da paralisação do governo. Theresa May e o presidente francês Emmanuel Macron também não estarão presentes.

O dólar subiu contra uma cesta de seus rivais na sexta-feira e alcançou seu primeiro ganho semanal do ano em meio ao otimismo nas atuais negociações comerciais entre os EUA e a China.

Reportagens da mídia na quinta e sexta-feira sugeriram que os dois países estavam considerando concessões antes da visita do vice-premiê chinês, Liu He, a Washington nos dias 30 e 31 de janeiro para as negociações destinadas a resolver o impasse comercial entre as duas maiores economias do mundo.

O , que mede a força da moeda frente a uma cesta ponderada das seis principais divisas, subiu 0,32% em 96,02 na sexta-feira, para um ganho semanal de 0,76%. Foi a primeira semana positiva para o índice desde meados de dezembro.

A libra foi pouco alterada em relação ao dólar e ao euro na sexta-feira, com o par em 1,2880, para um ganho semanal de 0,31%. O par terminou em 0,8823, queda de 1,11% para a semana, que foi a maior queda semanal desde agosto de 2018.

As apostas em uma segunda votação no referendo sobre a adesão da Grã-Bretanha à União Europeia apoiaram a libra esterlina.

“O resultado final da libra esterlina é que quando a probabilidade do segundo referendo aumenta é positivo e quando a probabilidade de Brexit se elevar é negativo, então a libra esterlina cai entre as duas perspectivas”, disse Adam Cole, estrategista-chefe de câmbio da RBC Capital Markets.

Ross Hutchison, gerente de portfólio de taxas da Aberdeen Standard Investments, acrescentou que, à medida que as preocupações sobre um Brexit sem acordo diminuírem, fatores como perspectivas mais promissoras para a economia e o que o Bank of England fará com as taxas voltarão a atuar.

“Eu acho que esse tipo de análise é amplamente correta, mas isso não significa que não poderia haver um acidente no Brexit”, disse ele.

Antes da semana que está por vir, a Investing.com compilou uma lista com estes e outros eventos significativos que podem afetar o mercado.

Segunda-feira, 21 de janeiro

A China deve divulgar os dados sobre o crescimento do quarto trimestre, que serão acompanhados de perto, bem como os números sobre investimento e produção industrial.

Os mercados nos EUA ficarão fechados na segunda-feira devido ao feriado do Dia de Martin Luther King.

Terça-feira, 22 de janeiro

O Reino Unido deve publicar o seu mais recente relatório de emprego juntamente com dados sobre empréstimos líquidos.

O Instituto ZEW publicará um relatório sobre o sentimento econômico alemão.

O Canadá deve divulgar dados sobre as vendas da indústria

EUA lança os dados sobre vendas de imóveis usados.

Quarta-feira, 23 de janeiro

A Nova Zelândia deve divulgar os números da inflação.

O Banco do Japão deve anunciar sua taxa de juros de referência e publicar uma declaração de taxa, que descreve as condições econômicas e os fatores que afetam a decisão de política monetária.

O Canadá deve publicar dados sobre as vendas no varejo.

Quinta-feira, 24 de janeiro

A Austrália deve divulgar seu relatório de empregos.

A zona do euro deve divulgar dados sobre a atividade empresarial do setor privado.

O Banco Central Europeu deve anunciar sua mais recente decisão de política monetária.

Os EUA devem publicar o relatório semanal sobre os pedidos iniciais de auxílio-desemprego.

Sexta-feira, 25 de janeiro

O Instituto Ifo deve informar sobre o clima empresarial alemão.

– Reuters contribuiu com esta reportagem

Fonte Oficial: Investing.com.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!