Cenário Externo Não Colabora, Mas Paulo Guedes Pode Salvar o Dia – Investing.com

Bom dia,

Ontem o cenário externo não colaborou e o caiu 0,94%, sendo até agora a pior queda do ano, porém a queda não foi o suficiente para romper a barreira dos 95 mil pontos, ficando nos 95.103 pontos. O giro financeiro ficou abaixo da média diária, em R$ 13,7 bilhões.

Apesar da queda do índice, as ações da Braskem (SA:) tiveram um ótimo dia, com alta de 3,05%, com a expectativa de venda da Braskem para a holandesa LyondelBasell, após reunião da empresa com o ministro da Economia Paulo Guedes, que não deve se opor a venda.

As ações do Banco Pan (SA:) também tiveram um dia de alta, com a Caixa Econômica Federal mostrando pressa em vender sua participação no banco, mas ainda está decidindo o formato da venda, a alta foi de 1,86%.

Já as ações da Magazine Luiza (SA:) e B2W (SA:) voltaram a cair com a chegada da Amazon (NASDAQ:) com venda direta no Brasil, sendo considerado um concorrente muito forte. Mas vale ressaltar que a Magazine Luiza, que caiu 2,96% e a B2W, que caiu 1,15%, tem um sistema de distribuição bastante consolidado e eficiente no Brasil, no qual a Amazon terá que investir muito para chegar próximo das concorrentes brasileiras.

As ações dos frigoríficos também sofreram ontem, com a má notícia vindo da Arábia Saudita, que descredenciou cinco frigoríficos do Brasil que exportavam carne de frango aos sauditas. Com isso as ações da BR Foods (SA:) caíram 5,02%, da JBS (SA:) caíram 0,73% e da Marfrig (SA:) caíram 5,47%.

As blue chips sofreram ontem com o cenário externo e com a queda dos preços das commodities, as ações da Vale (SA:) caíram 0,36%, acompanhando a queda do . As ações da Petrobras ON (SA:) caíram 1,50% e as PNs (SA:) caíram 1,57%, com a forte queda do preço do barril de .

Enquanto isso os bancos tiveram um dia de queda moderada, por conta do corte da previsão de crescimento global pelo FMI. As ações do Bradesco (SA:) caíram 0,45%, do Itaú (SA:) caíram 0,16%, do Santander (SA:) caíram 0,21% e do Banco do Brasil (SA:) caíram 0,19%.

Indo para o , o dia mais uma vez foi de alta, com o avanço das tensões comerciais entre China e EUA. A alta foi de 1,22%, fechando em R$ 3,80 e subiu 0,75%, fechando em R$ 4,31.

Os DIs recuaram nas pontas mais curtas e subiram nas mais longas, destaque para o DI jan 2021 que caiu de 7,34% para 7,31% e o DI jan 2025 que subiu de 8,92% para 8,96%.

Na agenda, hoje teremos o IPCA-15, o principal indicador da semana. Além disso teremos a prévia do IPC-S, que é o índice de preço ao consumidor semanal. Importante também, hoje teremos a divulgação dos números de criação de empregos em 2018 pelo CAGED, que deve mostrar uma recuperação e fechamento positivo, já que em 2016 e 2017, fecharam mais vagas do que foram criadas.

Para fechar as notícias do Brasil, ontem tivemos a discurso de Bolsonaro em Davos, sem muita profundidade, frustrando boa parte dos investidores, que esperavam mais preocupação com a reforma da previdência, que praticamente não foi citada no discurso, mas apesar da frustração, o mercado viu com bons olhos os temas comentados pelo presidente. Lembrando que hoje por volta das 13 horas, terá uma entrevista em Davos com o ministro da Economia Paulo Guedes, e nesse caso a expectativa é grande, já que além de conhecer bastante sobre o assunto, o ministro sabe lidar com investidores, usando as palavras certas que eles gostam de ouvir, por isso a expectativa é boa.

Indo para os EUA, após o feriado o dia foi de forte queda, com o caindo 1,22%, o recuando 1,42% e o perdendo 1,91%. O grande motivo foi o cancelamento da visita dos vice-ministros chineses pelo governo dos EUA, que estava marcada para acontecer antes de 1º de março, sendo uma visita preparatória para as negociações comerciais, esse cancelamento aconteceu por divergência em relação as regras de propriedade intelectual.

Lembrando que se não houver um acordo até o início de março, Trump irá aumentar os impostos de metade das exportações chinesas, de 10% para 25%, e esse tema volta a gerar preocupação no mercado.

A agenda norte-americana será fraca, apenas com divulgação da atividade regional do FED de Richmond. Em relação aos balanços, hoje vamos ter Ford e P&G. Ontem o balanço da IBM (NYSE:) veio acima do esperado, sendo mais uma empresa a entregar um ótimo resultado, ajudando a segurar as bolsas americanas.

Indo para a Europa, as ações abriram em baixa com a , de Frankfurt caindo 0,41%, a , de Paris caindo 0,38% e o , de Londres, caindo 0,43%. Na agenda, vamos ter a leitura preliminar do índice de confiança do consumidor.

Já na Ásia, as bolsas fecharam em território misto, com o , de Tóquio, caindo 0,14% com o BoJ(Banco Central do Japão) mantendo inalterada a política monetária do ano, porém reduzindo a previsão do PIB para 2018 de 1,4% para 0,9%, já para 2019, a estimativa melhorou, indo de 0,8% para 0,9%. E o Índice Shangai subiu 0,05%, com o BC chinês injetando 257 bilhões de yuans no sistema bancário para empresas de pequeno porte.

Enquanto isso, o preço do barril de petróleo voltou a cair bastante, com o avanço da guerra comercial e consequente desaceleração da economia global. A queda foi de 1,91% para o WTI e 1,98% para o .

E para finalizar, as criptomoedas subiram nas últimas 24 horas, com o subindo 1,46% e a subindo 0,63%, apesar de estarem ainda negativas na semana. Já o subiu 3,12%, o suficiente para ficar positivo na semana.

Ótima quarta e bons negócios!
Por Fabio Louzada – Eu me banco!

Acorda Mercado – Ano II, Edição 94

Fonte Oficial: Investing.com.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!