Apple registra lucro de US$ 19,965 bi no trimestre encerrado em dezembro – Exame

Balanço divulgado esta terça-feira, 29, foi o primeiro no qual a Apple não divulgou mais a quantidade de produtos vendidos no trimestre

Por Estadão Conteúdo

access_time 29 jan 2019, 21h28

São Paulo – A Apple apresentou lucro líquido de US$ 19,965 bilhões no período entre outubro e dezembro de 2018, o equivalente a US$ 4,18 por ação. No mesmo período do ano anterior, a companhia havia registrado lucro de US$ 20,065 bilhões e ganho por ação de US$ 3,92. O resultado superou levemente a expectativa de analistas consultados pela FactSet, que esperavam lucro de US$ 4,17 por ação entre outubro e dezembro.

As vendas, por sua vez, também ficaram levemente acima do esperado por analistas, ao passarem de US$ 88,293 bilhões no primeiro trimestre fiscal de 2018 para US$ 84,310 bilhões no mesmo período deste ano, uma queda de 5%. As vendas internacionais representaram 62% da receita do trimestre. Analistas ouvidos pela FactSet apontavam para vendas de US$ 84 bilhões no período, o mesmo valor projetado pela própria Apple.

O balanço divulgado esta terça-feira foi o primeiro no qual a Apple não divulgou mais a quantidade de produtos vendidos no trimestre. De acordo com a companhia, a receita com a venda de iPhones caiu 15% na comparação anual do primeiro trimestre fiscal, ao passar de US$ 61,104 bilhões entre outubro e dezembro de 2017 para US$ 51,982 bilhões no mesmo período do ano passado. A receita vinda da venda de Macs, por sua vez, avançou 9%, passando de US$ 6,824 bilhões para US$ 7,416 bilhões. Considerando somente a venda de iPads, a receita subiu 17%, passando de US$ 5,755 bilhões para US$ 6,7209 bilhões.

A receita de serviços, que engloba a Apple Music, o iCloud e a App Store, entre outros produtos, passou de US$ 9,129 bilhões entre outubro e dezembro de 2017 para US$ 10,875 bilhões no mesmo período de 2018, um avanço de 19%. Já a receita de outros produtos, como AirPods, Apple TV e Apple Watch, apresentou alta de 33%, ao subir de US$ 5,481 bilhões para US$ 7,308 bilhões no último trimestre do ano passado.

No início do mês, a Apple revisou para baixo suas projeções de receita para o trimestre encerrado em dezembro, alegando fraqueza em relação à China, onde a receita foi de US$ 13,17 bilhões. Já a receita nas Américas foi de US$ 36,94 bilhões, enquanto a receita na Europa ficou em US$ 20,36 bilhões. A revisão para baixo do “guidance” foi alvo de comentários do presidente-executivo da empresa, Tim Cook. “Embora tenha sido decepcionante perder nossa projeção de receita, gerenciamos a Apple para o longo prazo”, disse.

Cook também afirmou que os resultados do período entre outubro e dezembro “demonstram que a força subjacente de nossos negócios é profunda e ampla”. Em suas projeções para o trimestre a ser encerrado em março, a Apple diz esperar receita entre US$ 55 bilhões e US$ 59 bilhões, enquanto o mercado projeta receita de US$ 58,97 bilhões no período.

Às 19h54, a ação da Apple subia 4,32% nos negócios do after hours em Nova York.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!