Dólar recua com força ante real acompanhando exterior após cautela do Fed Por Reuters – Investing.com

2/2
© Reuters. Notas de dólar e real em casa de câmbio no Rio de Janeiro

2/2

SÃO PAULO (Reuters) – O dólar caía com força ante o real nesta quinta-feira, em meio ao maior apetite por risco nos mercados internacionais após o Federal Reserve adotar uma postura de cautela e com sinalizações positivas do governo sobre a reforma da Previdência.

Às 13:41, o dólar recuava 2,18 por cento, a 3,6435 reais na venda, após fechar na véspera com variação positiva de 0,06 por cento, a 3,7246 reais.

O dólar futuro recuava 0,9 por cento.

O Fed deixou a taxa de juros inalterada na véspera, como já era amplamente esperado, mas sinalizou que será paciente com relação a novos aumentos.

A decisão do banco central norte-americano, que sugere que o ciclo de aperto iniciado em 2015 pode ter terminado, pressionava o dólar para baixo contra moedas emergentes de maneira geral.

“A sinalização do Fed de que vai ser um pouco mais paciente com a política monetária deixou parte do mercado bem animado”, afirmou o operador de câmbio da Advanced Corretora, Alessandro Faganello.

“Uma parte do mercado não descarta que o Federal Reserve venha até a adotar uma política de redução de juros futuramente”, completou.

O mercado aguarda ainda o desfecho das negociações comerciais entre autoridades dos EUA e China, que, desde quarta-feira, estão reunidas para tentar resolver o impasse entre as duas maiores economias globais.

O presidente dos EUA, Donald Trump, alertou pelo Twitter nesta quinta-feira que um acordo comercial com a China será “inaceitável” a menos que Pequim abra seus mercados.

No lado doméstico, investidores ficaram otimistas após declaração do vice-presidente, Hamilton Mourão, de que a reforma da Previdência será única e que incluirá militares e que será submetida como emenda constitucional e um projeto de lei.

“A coisa que anima internamente é a declaração do Mourão de que a reforma da Previdência vai ser única, que vai incluir militares e vai ser por emenda constitucional. Isso é uma coisa boa”, afirmou o operador de câmbio da Advanced Corretora.

Também segue no radar o fim do recesso no Legislativo e a formação das mesas diretoras de cada casa do Congresso, quando o governo poderá começar a avançar com sua agenda econômica.

A formação da taxa Ptax também pode dar certa volatilidade ao câmbio na primeira parte do pregão desta quinta-feira. Isso, no entanto, não deve levar a moeda a operar em alta em função do bom humor após as notícias da véspera, avaliou Faganello.

A Ptax de final de mês é usada na liquidação de diversos derivativos cambiais e sua formação de preços no último pregão do mês acaba deixando o mercado mais volátil, com a briga entre os investidores que apostam na queda da cotação e na alta.

O Banco Central vendeu 1,72 bilhão de reais, de um total de 3 bilhões de dólares ofertados nesta sessão, no segundo dia de leilão de linha para rolar um montante de 6,2 bilhões de dólares que vencem em 4 de fevereiro. Somando à quantidade vendida na véspera, o BC rolou apenas 4,92 bilhões de reais.

Na avaliação do superintendente de câmbio da Correparti Corretora, Ricardo Gomes da Silva, investidores estão vendo menor risco para o câmbio, o que reduz o apetite pelo leilão de linha ofertado pelo BC.

“Não é tão clara a valorização de dólar no cenário internacional. Temos um cenário interno que indica que as coisas vão andar bem”, afirmou o superintendente.

A autoridade monetária também já anunciou que pretende rolar integralmente os 9,811 bilhões de dólares em contratos de swap cambial tradicional, equivalente à venda futura de dólares, que vencem em março. Na sexta-feira fará o primeiro leilão, de até 10,33 mil contratos.

(Por Laís Martins; Edição de Camila Moreira e Paula Arend Laier)

Fonte Oficial: Investing.com.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!