Mourão diz que Supremo saberá tomar decisões que o país precisa – Isto É

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, disse hoje (1º) que o Supremo Tribunal Federal (STF) saberá tomar as decisões que o país precisa. Mourão participou nesta manhã da sessão de abertura dos trabalhos na Corte.

O vice-presidente defendeu reformas estruturantes para acelerar o desenvolvimento econômico. Segundo Mourão, as reformas que serão propostas pelo governo são importantes para o Brasil e deverão ser questionadas no Judiciário. “Reconforta-nos saber que esta mais alta Corte, com saber e sensibilidade, tomará as decisões que o nosso país precisa”, disse.

Vice-presidente Hamilton Mourão ao lado do ministro Dias Tofolli na solenidade de abertura do ano judiciário, no STF – José Cruz/Agencia Brasil

De acordo com Mourão, as reformas pretendem diminuir a informalidade dos trabalhadores e garantir acesso aos serviços básicos de saúde, educação e segurança.

“Sem profundas mudanças no modelo de desenvolvimento econômico, que permita crescimento sustentável, sem educação de qualidade para que os nossos jovens estejam prontos a enfrentar os desafios do século 21, ocorrerá que a sociedade e, em particular, a parcela mais necessitada de serviços básicos, continuará sendo empurrada para a informalidade e cada dia mais distante daqueles serviços essenciais e que são responsabilidade do Estado: saúde, educação e segurança”.

Durante a cerimônia, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, também fez um discurso a favor das reformas e defendeu um pacto entre os Três Poderes para aprovação das reformas da Previdência, fiscal e tributária.

Mourão representou o presidente Jair Bolsonaro na cerimônia. O presidente se recupera da cirurgia que reconstruiu o trânsito intestinal, após receber uma facada durante a campanha eleitoral.

Fonte Oficial: Isto É.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!