Grupo terrorista palestino Hamas pede doações em bitcoin – Portal do Bitcoin

O grupo terrorista palestino Hamas está pedindo aos partidários que doem bitcoin para contornar as restrições internacionais ao financiamento da organização.

O movimento radical, que controla a Faixa de Gaza, está sob sanções econômicas americanas e israelenses.

De  acordo com o Bloomberg, após descrever a situação em um grupo no Instagram, um porta-voz da organização disse que daria detalhes para os colaboradores contribuírem com a criptomoeda.

“O inimigo está tentando cortar a ajuda à resistência por todos os meios, mas os simpatizantes da resistência em todo o mundo combatem essas tentativas sionistas e ajudam a resistência”, escreveu Abu Obeida do Hamas, acrescentando:

“Apoie financeiramente a resistência através da moeda Bitcoin”.

As criptomoedas têm sido usadas por criminosos na deep web para financiar atividades que vão desde o narcotráfico ao terrorismo, mas a maioria as usa em transações perfeitamente legais, concluiu a reportagem.

Irã financia Hamas, mas também está em crise

De acordo com o The Times of Israel, o Hamas acusa Israel de tentar cortar seu acesso a fundos em todo o mundo e por isso o grupo viu uma alternativa na criptomoeda. No entanto, “não houve resposta imediata sobre o bitcoin”, disse o site.

O Hamas é amplamente financiado pelo Irã, mas o país também está sob duras sanções econômicas dos EUA, sendo a última em novembro de 2018, e se encontra em meio a uma crise financeira.

Como resultado, o Irã começou a dar atenção às criptomoedas e até começou a minerar bitcoins para abrandar as restrições econômicas internacionais. O governo também tem planos para lançar, em breve, uma criptomoeda nacional.

“O Hamas está à beira da insolvência depois que a Autoridade Nacional Palestina – o órgão interino que governa a Cisjordânia e a Faixa de Gaza – cortou grande parte de seu financiamento”, relatou a CCN.

Americana ajudou grupo terrorista com bitcoin

Zoobia Shahnaz, uma paquistanesa-americana de 27 anos confessou no Tribunal de Long Island, em Nova York, ter enviado dinheiro oriundo de bitcoin ao grupo terrorista Estado Islâmico (EI) do Iraque.

Ela foi presa e interrogada em julho de 2017 pela Força-Tarefa Conjunta contra o Terrorismo (JTTF) e esclareceu fraudes com cartões de créditos — quando veio à tona a prática de conversão de bitcoin em dinheiro e o envio ao grupo terrorista.

Shahnaz fez empréstimos fraudulentos e, por meio de falsificações com cartões de crédito, comprou US$ 62 mil em bitcoin e outras criptomoedas diretamente em exchanges online.

Enquanto Shahnaz enviava dinheiro para o Estado Islâmico, ela também procurava por recrutadores, financiadores e combatentes em vários sites e fóruns relacionados ao grupo terrorista.

Depois de ser interrogada pela juíza Joanna Seybert na corte federal de Islip, ela pode pegar até 20 anos de prisão.


Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

O post Grupo terrorista palestino Hamas pede doações em bitcoin apareceu primeiro em Portal do Bitcoin.

Fonte Oficial: Portal do Bitcoin.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!