Produção de petróleo cresce 4,8% em dezembro, mas cai 1% em 2018

A produção de petróleo no país caiu 1% no ano passado, em comparação a 2017, apesar de ter crescido 4,8% em dezembro, comparativamente a novembro.

Os dados fazem parte do Boletim Mensal da Produção de Petróleo e Gás Natural divulgados hoje (4) pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Segundo a publicação, nos 12 meses do ano passado, a produção acumulada foi de 944,1 milhões de barris, com média diária de produção de 2,586 milhões de barris.

A produção de gás em 2018 foi de 40,8 bilhões de metros cúbicos (m³), com média diária de 111 milhões de metros cúbicos, um crescimento de 1% em relação à produção de gás natural de 2017.

Em dezembro do ano passado, a produção de petróleo e gás no Brasil totalizou 3,406 milhões de barris de óleo equivalente (petróleo e gás natural) por dia, sendo 2,691 milhões de barris diários de petróleo e 114 milhões de metros cúbicos diários de gás natural.

Pré-sal

Os dados da ANP indicam que a produção nos campos do pré-sal em dezembro totalizou 1,888 milhão de óleo equivalente por dia (petróleo e gás natural), um aumento de 3,9% em relação ao mês anterior.

Foram produzidos 1,5 milhão de barris diários de petróleo e 61,5 milhões de metros cúbicos diários de gás natural por meio de 85 poços produtores.

A participação do pré-sal na produção total nacional em dezembro atingiu 55,4%.

Gás natural

Em dezembro do ano passado o aproveitamento de gás natural no Brasil no alcançou 95,9% do volume produzido. Foram disponibilizados ao mercado 57,8 milhões de metros cúbicos por dia.

A ANP informou, ainda, que a queima de gás totalizou 4,6 milhões de metros cúbicos por dia, um aumento de 10,3% se comparada ao mês anterior e de 20,2% em relação ao mesmo mês em 2017.

“O principal motivo para o aumento da queima foi a continuidade do comissionamento da plataforma P-75, operando no campo de Búzios”, justificou a ANP.

Os dados indicam, também, que o Campo de Lula, na Bacia de Santos, continuou sendo o de maior produção de petróleo e gás natural, tendo extraído, em média, 897 mil barris diários de petróleo e 38,5 milhões de metros cúbicos de gás natural.

Somente a Plataforma FPSO Cidade de Maricá, no Campo de Lula, produziu 150,6 mil barris diários e foi a instalação com maior produção de petróleo.

Os campos marítimos responderam por 96% do petróleo produzido no país e por 83,7% do gás natural. A produção ocorreu em 7.359 poços, sendo 711 marítimos e 6.648 terrestres. Já os campos operados pela Petrobras produziram 94,4% do petróleo e gás natural.

Edição: Fernando Fraga

Fonte Oficial: EBC.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!