Mesmo sem cortar Selic, Brasil cai de novo em ranking de juros reais – Exame

São Paulo – O Brasil voltou a cair no ranking mundial de juros reais, divulgado a toda reunião do Copom pelo site MoneYou em parceria com a Infinity Asset Management.

A taxa de juros reais toma os juros nominais e subtrai a inflação projetada para os próximos 12 meses.

Nesta quarta-feira (06), a Selic foi mantida em 6,5% pela sétima vez seguida. No entanto, como a nossa inflação segue fraca e outros países estão subindo juros, a posição relativa mudou.

O Brasil, que já chegou a ser líder absoluto em juros reais, caiu mais uma posição desde dezembro e hoje está atrás de seis países: Turquia, Argentina, México, Rússia, Indonésia e Índia.

Os últimos lugares são de Reino Unido, Áustria, Holanda e Hungria, todas com juros negativos. A média geral é de 0,16%.

Veja a taxa de juros reais (juro atual menos inflação dos próximos 12 meses) das 40 economias analisadas:

País Juro real
1 Turquia 5,88%
2 Argentina 4,92%
3 México 4,22%
4 Rússia 3,88%
5 Indonésia 3,74%
6 Índia 3,13%
7 Brasil 2,38%
8 Malásia 1,62%
9 África do Sul 1,61%
10 Filipinas 1,47%
11 Colômbia 1,02%
12 Singapura 0,67%
13 Tailândia 0,40%
14 Chile 0,38%
15 Canadá 0,36%
16 China 0,31%
17 República Tcheca -0,11%
18 Polônia -0,18%
19 Nova Zelândia -0,19%
20 Austrália -0,22%
21 Coreia do Sul -0,31%
22 Hong Kong -0,33%
23 Estados Unidos -0,43%
24 Israel -0,85%
25 Taiwan -0,90%
26 Japão -1,00%
27 Grécia -1,20%
28 Itália -1,40%
29 Suíça -1,44%
30 Portugal -1,45%
31 Dinamarca -1,50%
32 Espanha -1,69%
33 França -1,69%
34 Alemanha -1,88%
35 Suécia -1,92%
36 Bélgica -1,98%
37 Reino Unido -2,10%
38 Áustria -2,17%
39 Holanda -2,17%
40 Hungria -2,60%
Média geral 0,16%

 

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!