Inflação na Venezuela supera 2.500.000% em 12 meses, diz Assembleia – Exame

Caracas- A inflação da Venezuela chegou a 2,688 milhões por cento nos 12 meses encerrados em janeiro, segundo os cálculos da Assembleia Nacional controlada pela oposição, que acompanha a evolução dos preços devido à ausência de dados do Banco Central.

A Venezuela está em recessão há cinco anos e não consegue controlar a velocidade com que os preços sobem, apesar de o governo de Nicolás Maduro, que iniciou um contestado segundo mandato em janeiro, afirmar que está adotando medidas para superar a crise.

O Parlamento relatou que em janeiro de 2019 os preços subiram cerca de 191,6 por cento, ou quase triplicaram, o que implica um aumento diário de cerca de 3,5 por cento. A Assembleia Nacional calculou que no mês passado o preço dos alimentos subiu cerca de 266 por cento.

“Este resultado da inflação de janeiro se deveu à depreciação do câmbio paralelo”, disse o deputado Ángel Alvarado. As empresas buscam dólares fora do controle governamental para operar devido à escassez de divisas no sistema oficial, o que eleva a paridade e impulsiona a inflação.

Maduro atribui a crise à “guerra econômica” dos Estados Unidos e das empresas, mas críticos do governo e economistas dizem que as distorções se devem ao modelo de controles estatal.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!