Dívida nacional dos EUA chega a US$ 22 trilhões; Bitcoin seria alternativa numa crise? – Portal do Bitcoin

A dívida nacional dos EUA superou o recorde de US$ 22 trilhões nesta semana, menos de um ano depois de ter ultrapassado a marca de US$ 21 trilhões, indicando uma nova deterioração das finanças do país.

A Fundação Peterson disse que a dívida nacional norte-americana aumentou em US$ 1 trilhão nos últimos 11 meses, chamando-a de “o mais recente sinal de que nossa situação fiscal não é apenas insustentável, mas acelerada”.

A fundação extraiu sua estimativa da declaração diária do Departamento do Tesouro sobre os ativos e passivos financeiros do governo. O grupo há tempos pede a redução da dívida nacional para garantir a saúde financeira de longo prazo da nação.

“Já pagamos uma média de US$ 1 bilhão por dia em juros sobre a dívida, e gastaremos US$ 7 trilhões em custos de juros na próxima década”, afirmou Michael Peterson, CEO da fundação. “Para construir o futuro forte e estável que queremos para a América, devemos colocar nossa casa fiscal em ordem e começar a administrar nossa dívida nacional”.

Crescimento da dívida

A dívida total dos EUA subiu mais de US$ 2 trilhões desde que Trump assumiu. Apesar de alta, está crescendo em um ritmo mais lento do que a era Obama, que teve a dívida dobrada durante seu mandato.

Embora muitos vão manter a economia está crescendo, esta é uma crise vindo em câmera lenta. Como Jared Bernstein, um membro sênior do Centro de Prioridades de Orçamento e Política explicou à CNBC:

“Mesmo que você ache que a dívida pública não importa para os resultados econômicos, o que você tem que admitir é que, quando chegarmos a uma recessão, é menos provável que os governos tomem medidas significativas se a dívida for tão alta quanto a nossa agora.”

A importância do Bitcoin

Bitcoin é o sistema monetário alternativo. É a antítese do dinheiro fiduciário. Com sua oferta fixa e política anti inflacionária, é um antídoto.

Diferentemente do dinheiro fiduciário, ele tem uma oferta fixa, de modo que os bancos centrais não podem imprimir mais. Sua política monetária não é controlada ou manipulada por nenhuma entidade e já está definida em seu protocolo.

Quando a bolha da dívida finalmente aparecer, as pessoas se juntarão a uma alternativa. O CEO da ShapeShift, Erik Vorhees, previu que a crescente dívida nacional levará inevitavelmente a um boom das criptomoedas.

Ele disse, no twitter:

Quando a próxima crise financeira global ocorrer, e o mundo perceber que organizações com dívidas de US$ 20 trilhões possivelmente não poderão pagá-las de volta e, portanto, devem imprimi-las e, assim, o dinheiro fiduciário estará condenado … observe o que acontecerá com as criptomoedas.

Leia também:Itaú, Bradesco e Santander agora encerram até contas pessoais de sócios das exchanges brasileiras


Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

O post Dívida nacional dos EUA chega a US$ 22 trilhões; Bitcoin seria alternativa numa crise? apareceu primeiro em Portal do Bitcoin.

Fonte Oficial: Portal do Bitcoin.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!