Por que o maior banco dos EUA lançou uma criptomoeda própria? – Portal do Bitcoin

JP Morgan, o maior banco banco de investimentos dos EUA e também o maior do mundo em capitalização, tornou-se a primeira grande instituição financeira dos EUA a lançar sua própria criptomoeda.

O nome do token é “JPM Coin” e é algo similar a uma stablecoin, pareada com o dólar, segundo informações da CNBC.

O banco, liderado por Jamie Dimon, um ferrenho critico das criptomoedas, movimenta mais de US$ 6 trilhões por dia.

Para qual finalidade o banco quer a criptomoeda?

De acordo com Umar Farooq, chefe de Blockchain do JP Morgan, existem três utilidades iniciais para o JPM Coin.

A primeira é para pagamentos internacionais para grandes clientes corporativos, o que agora ocorre normalmente usando transferências eletrônicas com o Swift.

Em vez de às vezes levar mais de um dia para ser liquidado, porque as instituições têm horários e sistemas diferentes, os pagamentos serão liquidados em tempo real e a qualquer hora do dia, ele disse.

A segunda é para transações com títulos. Em abril, o J.P. Morgan testou uma emissão de dívida no blockchain, criando uma simulação virtual de um certificado de depósito de US$ 150 milhões para um banco canadense.

O uso final seria para grandes empresas que usam os serviços de tesouraria do J.P Morgan para substituir os dólares que detêm em subsidiárias em todo o mundo.

Invisível pelos clientes de varejo, o negócio lida com uma parte significativa dos fluxos de dinheiro regulamentados do mundo de diversas gigantes globais como Facebook, movimentando dólares para atividades como pagamentos de funcionários e fornecedores.

Essa atividade gerou US$ 9 bilhões em receita no ano passado para o banco, de acordo com a CNBC.

“Quase toda grande corporação é nosso cliente, e a maioria dos grandes bancos do mundo também”, disse Farooq.

JP Morgan, Jamie Dimon e o passado com as criptomoedas

Jamie Dimon, CEO do JP Morgan já criticou pesadamente o Bitcoin. Ele também é conhecido por fazer uma distinção entre a tecnologia blockchain e as criptomoedas.

Seu alvo principal são criptomoedas que não sejam lastreada em alguma moeda fiduciária, tendo inclusive chamado o Bitcoin de fraude e os investidores de “estúpidos”.

“Eu não poderia me importar menos com o que o bitcoin negocia, como ele negocia, por que ele negocia, quem o negocia. Se você é estúpido o suficiente para comprá-lo, você pagará o preço por ele um dia”. Ele pode “ser negociado a US$ 100.000”, mas acabará caindo a zero. “Os governos vão esmagá-lo”, disse Dimon em uma entrevista em 2017.

Leia também: Exclusivo: Receita Federal pede histórico de transações de Bitcoin para “peixe grande” do mercado brasileiro


3xBit

Inovação e segurança. Troque suas criptomoedas na corretora que mais inova do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://3xbit.com.br

O post Por que o maior banco dos EUA lançou uma criptomoeda própria? apareceu primeiro em Portal do Bitcoin.

Fonte Oficial: Portal do Bitcoin.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!