UE espera que Trump recue sobre tarifas adicionais sobre carros importados – Exame

Os EUA ameaçam impor tarifas de até 25 por cento em carros importados e peças dizendo que essas importações seriam uma ameaça à segurança nacional

Por Reuters

access_time 18 fev 2019, 16h25

Berlom —  O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, prometeu ao presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Junker que não aplicará tarifas de importação adicionais sobre carros europeus por enquanto, teria dito Juncker segundo entrevista publicada nesta segunda-feira .

Um relatório confidencial do departamento de Comércio dos EUA enviado para Trump durante o fim de semana deve abrir caminho para ele ameaçar impor tarifas de até 25 por cento em carros importados e peças dizendo que essas importações seriam uma ameaça à segurança nacional.

“Trump me prometeu que não haverá nenhuma tarifa sobre carros por enquanto. Eu vejo esse compromisso como algo que você pode confiar”, disse Juncker ao jornal alemão Daily Stuttgarter Zeitung em entrevista. Ele não especificou quando o presidente norte-americano teria feito essa promessa.

Juncker afirmou ainda que se Trump impuser tarifas sobre carros europeus de qualquer maneira, a União Europeia reagirá imediatamente e não se sente obrigada a cumprir a promessa de comprar mais soja e gás liquefeito dos EUA.

O conteúdo do relatório enviado a Trump deve continuar confidencial enquanto o presidente analisa suas recomendações, deixando a indústria e os principais exportadores de carros, como a Alemanha, Japão e Coreia do Sul no escuro sobre suas possíveis consequências.

Autoridades da indústria automotiva disseram que esperam que o relatório recomende pelo menos algumas tarifas, para que o governo possa usar as informações apuradas no inquérito como alavanca para negociações durante as conversas com Japão e UE neste ano.

Um porta-voz da Comissão Europeia disse nesta segunda-feira que a UE quer melhorar as relações comerciais com os Estados Unidos, mas reagirá rapidamente se Trump decidir aplicar tarifas às importações de carros europeias.

“A União Europeia cumprirá com a sua palavra enquanto os Estados Unidos fizerem o mesmo”, afirmou o porta-voz Margaritis Schinas.

Qualquer tarifa norte-americana sobre carros europeus atingiria a importante indústria automobilística alemã de maneira particularmente mais forte. Os EUA são o maior destino de exportações alemãs fora do bloco de países da UE.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!