Mercado: Prepare-se para Meses de Volatilidade Política. No Brasil e no Exterior – Investing.com

Toda reforma da amplitude e complexidade como a da previdência tende a mexer muito com a psique humana, pois ao ‘socializar’ o problema, ou seja, trazer todos à mesa para dividir o ônus trazido do passado, o individualismo pesa.

Todos acreditam na reforma, porém na pensão do outro.

O texto apresentado pelo governo é claro, traz uma série de justiças sociais, como a redução da cobrança dos que menos ganham e elevação das alíquotas para os maiores ganhos, em especial o funcionalismo público, também traz cálculos mais claros do que aqueles utilizados hoje, como o fator previdenciário e equaliza a idade mínima aos padrões de vida atuais do país.

Além de uma vitória política da equipe econômica, ao convencer o presidente nos pontos mais polêmicos, a proposta é bem ‘amarrada’, o que dificulta da tal ‘desidratação’, o que ao mesmo tempo dificulta algumas negociações, deixando para o aperfeiçoamento a melhor situação.

Para a oposição, o mote ‘nenhum direito a menos’ significa ignorar o fato de que a situação fiscal é insustentável, de que o ônus vem de boa parte das políticas adotadas nas gestões anteriores e que o contexto global é de revisão da questão fiscal.

Ao mercado, resta aguardar os passos políticos, o que tende a ser fonte de delicada volatilidade nos próximos meses, principalmente se a câmara decidir “valorizar o passe” e manter o texto sob seu holofote por um período longo.

No exterior, o FOMC se mostra mais confuso do que nosso Banco Central quanto ao rumo dos juros.

A ata considera a retirada do termo ‘pacientemente’, porém não indica sequer quando isso pode acontecer.

Também reforça a política atual de manutenção de juros, sem ônus à condução da política monetária e não dá maiores sinais futuros. Em resumo, a inflação mantém seu peso nas decisões futuras.

Atenção hoje aos resultados de Fibria (SA:), Gerdau (SA:), Natura (SA:), B3, Suzano (SA:), Mag. Luiza e CVC (SA:).

No exterior, Kraft Heinz, Telefonica (MC:), Barclays (LON:), Telecom Italia e HP.

Na agenda econômica, atenção ao IPCA-15.

CENÁRIO POLÍTICO
Em meio a todas polemicas política de um governo inexperiente, a sorte está lançada na reforma da previdência.

Resta ao executivo agora trabalhar de forma o mais republicana possível, por mais que sinta um certo ‘asco’ do modus operandi da política tradicional.

A tentativa maior é evitar a auto-sabotagem e os rompantes observados recentemente.

ABERTURA DE MERCADOS
A abertura na Europa é positiva e os futuros NY abrem em alta, com indicadores corporativos e econômicos.

Na Ásia, o fechamento foi misto, com a leitura da ata do FOMC.

O opera em alta contra a maioria das divisas, enquanto os Treasuries operam positivos em todos os vencimentos observados.

Entre as commodities metálicas, queda generalizada, com destaque para a prata.

O abre em alta, com os cortes da OPEP, mas crescimento econômico mais modesta pesa

O índice de volatilidade abre em alta de 0,5%

CÂMBIO
Dólar à vista : R$ 3,7304 / 0,23 %
Euro / Dólar : US$ 1,13 / 0,071%
Dólar / Yen : ¥ 110,75 / -0,090%
Libra / Dólar : US$ 1,31 / 0,138%
Dólar Fut. (1 m) : 3715,98 / 0,19 %

JUROS FUTUROS (DI)
DI – Janeiro 20: 6,42 % aa (-0,12%)
DI – Janeiro 21: 7,07 % aa (1,14%)
DI – Janeiro 23: 8,18 % aa (1,49%)
DI – Janeiro 25: 8,72 % aa (1,87%)

BOLSAS DE VALORES
FECHAMENTO
: -1,14% / 96.545 pontos
: 0,24% / 25.954 pontos
: 0,03% / 7.489 pontos

: 0,15% / 21.464 pontos
: 0,41% / 28.630 pontos
: 0,70% / 6.139 pontos

ABERTURA
: 0,347% / 11441,58 pontos
: 0,094% / 5200,84 pontos
FTSE: -0,636% / 7182,61 pontos

Ibov. Fut.: -0,19% / 97316,00 pontos
S&P Fut.: 0,108% / 2790,00 pontos
Nasdaq Fut.: 0,258% / 7091,50 pontos

COMMODITIES
Índice Bloomberg: 0,04% / 81,72 ptos

Petróleo WTI: 0,49% / $57,44
:0,24% / $67,24

: -0,24% / $1.335,17
: -0,08% / $88,46

: 0,25% / $16,35
: 1,08% / $374,75
: -0,56% / $97,00
: -0,45% / $13,38

Fonte Oficial: Investing.com.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!