Sabatina do futuro presidente do BC será realizada na terça-feira

A sabatina do economista Roberto de Oliveira Campos Neto, indicado pela Presidência da República para o cargo de presidente do Banco Central será realizada na próxima terça-feira (26), na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE).

O economista Roberto Campos Neto será sabatinado no Senado – Assessoria de Imprensa da transição/Divulgação/direitos reservadoas

Campos Neto assumirá o lugar de Ilan Goldfajn, que decidiu não permanecer à frente do BC. No ano passado, Goldfajn disse que a decisão foi tomada por motivos pessoais. Ele permanece presidente do BC até que Campos Neto seja sabatinado e tenha o nome aprovado pelo Senado Federal.

Na última terça-feira (19), foi lido o relatório do senador Eduardo Braga (MDB-AM) que indica o nome do economista Roberto Campos Neto para o cargo de presidente do BC. Com pedido automático de vista coletiva no colegiado, a sabatina ficou marcada para a semana seguinte.

Currículo

Nascido em 1969, Roberto Campos Neto graduou-se como bacharel em Economia em 1993 pela Universidade da Califórnia, Los Angeles, instituição onde concluiu o mestrado em Economia em 1995. Campos Neto tem longa trajetória no sistema financeiro, especialmente no banco Santander. Entre 2010 e 2018, foi membro do Conselho Executivo do Santander Investment no Brasil e no mundo. Foi membro do Instituto Fernand Braudel de Economia Mundial, em 2018.

O postulante ao cargo de presidente do Banco Central é atualmente assessor do ministro da Economia, Paulo Guedes, e integrou a comitiva brasileira no Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça. O indicado é neto do economista, diplomata e escritor Roberto Campos (1917-2001), defensor do liberalismo econômico, que participou do governo Juscelino Kubitschek e foi ministro do Planejamento do governo Castello Branco. Seu avô foi deputado federal e senador, além de membro da Academia Brasileira de Letras e embaixador em Washington e Londres. 

Diretores do BC

Além de Campos Neto, também serão sabatinados Bruno Serra Fernandes e João Manoel Pinho de Mello, indicados para as diretorias de Política Monetária e de Organização do Sistema Financeiro do BC, respectivamente, e Flávia Martins Sant’anna Perlingeiro, indicada para o cargo de diretora da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

 

 

 

* Colaborou Karine Melo 

Edição: Lílian Beraldo

Fonte Oficial: EBC.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!