Moody’s reduz grau de investimento da Vale após tragédia em Brumadinho

A agência de classificação de risco Moody’s rebaixou, em escala global, o grau de investimento da Vale de Baa3 para Ba1. A avaliação do rebaixamento foi iniciada após o rompimento da barragem do Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG). A agência também alterou a perspectiva para negativa.

A Moody’s apontou que a reclassificação “reflete risco de crédito elevado após o colapso da barragem em 25 de janeiro, em Brumadinho, e as incertezas associadas ao impacto total e implicações a longo prazo deste desastre ambiental”. Além disso, indica que há “significativo excesso de exposição a litígios e responsabilidade financeira que provavelmente persistirá nos próximos anos”.

“Embora a posição financeira robusta da Vale ofereça uma boa proteção contra os possíveis impactos financeiros, o acidente suscita preocupações do ponto de vista social, ambiental e de governança corporativa, especialmente considerando que ocorreu pouco mais de três anos após o colapso da barragem de rejeitos da Samarco”, diz a nota da agência.

Edição: Sabrina Craide

Fonte Oficial: EBC.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!