Coreia do Sul libera exportações de 9 frigoríficos brasileiros – Exame

São Paulo – A Coreia do Sul autorizou mais nove unidades de processamento de aves e suínos do Brasil a exportarem produtos para o país asiático, afirmou o Ministério da Agricultura nesta quinta-feira (28).

Segundo a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), foram habilitadas cinco novas plantas frigoríficas exportadoras de carne suína e quatro unidades de carne de aves.

Com as mais recentes habilitações, o Brasil detém hoje 35 estabelecimentos de aves e de suínos exportando para a Coreia do Sul, segundo a associação que representa a indústria.

A liberação sul-coreana para a carne suína brasileira é mais recente, ocorrendo sequência de uma missão técnica ao Brasil para auditoria no final do ano passado.

Em 2018, a Coreia do Sul importou mais de 110 mil toneladas de carne de frango do Brasil, aumento de cerca de 27 ante o mesmo período do ano passado, segundo a ABPA, que apontou importações de carne suína de 1,6 mil toneladas no mesmo período.

“A Coreia do Sul é um dos mercados mais pujantes entre os importadores da proteína animal do Brasil. Os números indicam um movimento ascendente nas exportações para aquele destino… É um importante sinal de confiança estabelecida com o setor de proteína animal brasileiro”, disse o presidente da ABPA, Francisco Turra, em nota.

A Coreia do Sul é um dos maiores importadores mundiais de carne. Ela compra cerca de 1,5 bilhão de dólares em produtos suínos por ano, de acordo com o ministério.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!