Pelo PMI, IHS Markit detecta melhora nas condições econômicas do País – Exame

PMI da Indústria subiu de 52,7 pontos em janeiro para 53,4 pontos em fevereiro

Por Estadão Conteúdo

access_time 7 mar 2019, 11h55

São Paulo – As condições econômicas teriam melhorado em todo o Brasil em fevereiro na comparação com janeiro, segundo o PMI Composto para o País, divulgado nesta quinta-feira, 7, pela IHS Markit. No segmento de serviços, um dos componentes do indicador, o bom desempenho foi puxado pelo número de novos pedidos.

Enquanto o indicador agregado passou de 52,3 pontos em janeiro para 52,6 pontos no mês passado, o segmento de serviços aumentou de 52 pontos em janeiro para 52,2 pontos em fevereiro, consolidando-se no melhor resultado em um ano. Na esteira deste movimento, as empresas contrataram. Mas o nível de contratações foi apenas o segundo maior em quatro meses.

Segundo os empresários que participaram da pesquisa, o aumento na atividade na passagem de janeiro para fevereiro resultou da demanda subjacente mais forte, da confiança no novo governo e da expectativa em relação à conquista de novos clientes.

O volume de novos negócios foi o maior desde janeiro de 2013, com desempenhos robustos das vendas, Informação e Comunicação, Finanças e Seguros e Serviços Imobiliários e Empresariais. No entanto, de acordo com eles, houve pouca ajuda do comércio internacional para o resultado do PMI Composto, com apenas um aumento marginal de novos negócios no exterior.

O sentimento empresarial na economia de serviços se fortaleceu na metade do primeiro trimestre, com cerca de 64% das empresas otimistas em relação à perspectiva para a produção nos próximos 12 meses para a produção. O grau de otimismo foi o mais elevado para os padrões históricos e o mais alto desde outubro do ano passado.

O aumento mais forte na produção do setor privado foi sustentado pelo crescimento mais rápido de novos negócios. As empresas de serviços superaram suas contrapartes de fabricação com relação à taxa de expansão nas vendas, com a retomada mais acentuada em mais de seis anos.

O PMI da Indústria subiu de 52,7 pontos em janeiro para 53,4 pontos em fevereiro. Segundo a economista da Markit, Pollyanna De Lima, como tem ocorrido desde novembro do ano passado, a indústria de manufatura foi o setor que mais contribuiu para o crescimento visto no Brasil. No entanto, a recuperação da atividade de serviços continuou a acelerar, já que as empresas experimentaram o maior aumento nas vendas por mais de seis anos.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!