Comércio de smartphones na China retrai 20% em fevereiro – Isto É

Depois da retração no comércio de carros pelo oitavo mês seguido, as companhias de tecnologia móvel também estão sofrendo no mercado chinês. Segundo a Academia Chinesa de Tecnologia da Informação e Comunicações (CAITC, na sigla em inglês), as vendas de smartphones caíram 20% em fevereiro deste ano em comparação ao mesmo período de 2018, o pior índice para o mês desde 2013.

O comércio no segundo mês do ano é tradicionalmente fraco pelas celebrações do ano novo chinês, porém, a retração em diversos outros segmentos econômicos e a instabilidade causada pela falta de resolução da guerra comercial com os Estados Unidos reacendem o sinal de alerta.

Para analistas, uma série de fatores está influenciando o mercado de smartphones no país asiático, como uma desaceleração da economia, alta nos estoques e falta de inovação das companhias de tecnologia.

“Eu acho que há uma falta de revolução nos produtos. Mera evolução não é suficiente, e agora os preços são muito altos, e os ciclos de vida são estendidos porque a tecnologia existente é boa o suficiente”, afirmou Neil Campling, chefe de pesquisa de tecnologia, mídia e telecomunicações da Mirabaud Securities à CNBC.

A Apple deve ser uma das mais afetadas pelo prolongado mau humor do mercado na China. A companhia registrou queda de 27% no primeiro trimestre fiscal deste ano, encerrado em dezembro de 2018, e ainda sofreu boicotes e teve o valor dos seus produtos reduzidos pelos lojistas do país.

O interesse dos chineses nos produtos pela companhia fundada por Steve Jobs também parece ter diminuído. O número de pesquisas por iPhone no site de buscas Baidu caiu 48% no último mês.

A empresa ainda registrou queda de 27% nas vendas da China no último trimestre de 2018, em comparação com o mesmo período do ano anterior. A produtora do iPhone gerou US$ 13,1 bilhões entre setembro e dezembro do ano passado, quase US$ 5 bilhões a menos do registrado em 2017, quando as vendas resultaram em US$ 17,9 bilhões.

 

Fonte Oficial: Isto É.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!