Fundador do Ethereum propõe aumento da taxa de transação da criptomoeda – Portal do Bitcoin

Vitalik Buterin, criador e cofundador do Ethereum propôs um aumento nas taxas de transação nas carteiras ethereum para apoiar desenvolvedores com um financiamento sustentável, reportou a Coindesk na sexta-feira (08).

De acordo com o site, Buterin disse que apenas o pagamento único de 1 gwei para transações enviadas para carteiras ethereum já poderia, coletivamente, levantar até US$ 2 milhões em um ano.

O ‘wei’ é a fração da criptomoeda ethereum, assim como ‘satoshi’ é do bitcoin (taxa de wei = gwei). Também chamada de ‘gas’, essas frações são descontadas nas transferências. Elas compensam a energia computacional necessária para processar e validar transações no blockchain do ethereum.

Para se ter a ideia do valor de taxa proposto por Buterin, 73.000 gweis (0,00007300) equivalem a apenas US$ 0,01, ou R$ 0,038.

No Twitter, o executivo também se pronunciou.

“Eu proponho considerarmos um modelo comunitário para apoiar os desenvolvedores cobrando uma taxa de 1 g/g pelas transações enviadas através de suas carteiras”.

À reportagem, Buterin explicou:

“Só de aumentar o custo médio do gas em aproximadamente 7%, teríamos US$ 2 milhões por ano em financiamento sustentável, o que seria mais que a Fundação Ethereum concede no momento”, disse ele à Coindesk.

Taxa não seria obrigatória

Segundo o site, Buterin está tentando encorajar a comunidade, mas não está impondo o aumento das taxas. Ele disse que já existe um alto grau de confiança entre usuários e suas carteiras ethereum.

Até o momento, a comunidade não chegou a um consenso e ainda se divide com a proposta do fundador. Tem usuários que dizem não estar dispostos a pagar por algo que antes era gratuito, diz.

No entanto, Buterin disse que, em geral, o feedback da comunidade à sua proposta “tem sido muito encorajador” e espera vê-la incluída nas carteiras ethereum em breve.

Fundador possui 600 mil ethereum

Recentemente, Vitalik Buterin revelou seu portfólio de criptomoedas, sendo este composto por 80% em ethereum (ETH). As informações partiram de um AMA (sigla em inglês para “pergunte-me qualquer coisa”) no Reddit em meados de fevereiro.

Dividido em dois grupos, Buterin detalhou que 10% do seu portfólio são mantidos em Bitcoin (BTC), Bitcoin Cash (BCH), Zcash (ZEC) e Doge.

Outros 10%, ele preferiu investir em criptomoedas menos conhecidas: Maker (MKR), OmiseGo (OMG), Augur (REP) e KNC.

Desta forma, Buterin revela que 80% do seu portfólio está em Ethereum, mas até hoje ele não revelou o valor. No entanto, afrontando críticas ele já revelou possuir apenas 0,9% da Fundação, que detém cerca de 600 mil ETH.

O cofundador também adicionou outras informações. Ele disse ser acionista de duas startups: Clearmatics, que está desenvolvendo soluções para os mercados de balcão (over-the-counter, OTC na sigla em inglês), e Starkware.

Buterin disse, ainda, que também tem interesse em outros projetos, como o da L4, por exemplo, que está construindo a Web 3.0, uma web descentralizada que remove intermediários e incentiva os usuários a contribuir.

Plasma Group, EthGlobal e EDCON, também foram citadas pelo fundador como startups que possuem projetos interessantes.


3xBit

Inovação e segurança. Troque suas criptomoedas na corretora que mais inova do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://3xbit.com.br

O post Fundador do Ethereum propõe aumento da taxa de transação da criptomoeda apareceu primeiro em Portal do Bitcoin.

Fonte Oficial: Portal do Bitcoin.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!