China manterá suspensão de tarifas adicionais sobre veículos dos EUA – Exame

Pequim – O Conselho de Estado da China informou neste domingo (31), que continuará suspendendo tarifas adicionais sobre veículos e autopeças dos Estados Unidos após 1º de abril, em um gesto de boa vontade após a decisão dos EUA de adiar altas tarifárias sobre importações chinesas.

Em dezembro, a China informou que iria temporariamente suspender tarifas adicionais de 25 por cento sobre veículos e autopeças fabricados nos Estados Unidos por três meses, após uma trégua em uma guerra comercial entre as duas maiores economias do mundo.

O Conselho de Estado afirmou que o movimento deste domingo visava “continuar a criar um bom ambiente para as negociações comerciais em curso entre os dois lados”.

“É uma reação positiva à decisão dos EUA de adiar o aumento de tarifas e uma ação concreta adotada (pelo lado chinês) para promover negociações comerciais bilaterais”, afirmou.

“Esperamos que os EUA possam trabalhar em conjunto com a China, acelerar as negociações e realizar esforços concretos em direção à meta de acabar com as tensões comerciais.”

O governo também disse que anunciaria separadamente quando a suspensão terminaria.

O presidente dos EUA, Donald Trump, disse na sexta-feira que as negociações comerciais com a China estão indo muito bem, mas advertiu que não aceitaria nada menos do que um “grande acordo” depois que altos funcionários do comércio norte-americano e chinês fecharam dois dias de negociações em Pequim.

O secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, e o representante comercial dos EUA, Robert Lighthizer, estiveram na capital chinesa para os primeiros encontros presenciais entre os dois lados desde que Trump adiou o aumento de 2 de março nas tarifas sobre 200 bilhões de dólares em produtos chineses.

As negociações devem ser retomadas na próxima semana em Washington com uma delegação chinesa liderada pelo vice-premiê Liu He.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!