Pedro Parente diz que governo patinou no engajamento com reformas – Exame

São Paulo — O presidente da BRF, Pedro Parente, avalia que o governo de Jair Bolsonaro “andou patinando na demonstração do verdadeiro engajamento” do Planalto para avançar com as reformas, mas conseguiu melhorar o discurso nos últimos dias. “Fiquei preocupado, mas agora estou menos preocupado”, disse durante evento do Bradesco BBI com investidores nesta quarta-feira, 3.

Parente defendeu não só o avanço de grandes reformas, como a da Previdência, mas também de medidas microeconômicas que facilitem e melhorem o ambiente de negócios no Brasil para o setor privado.

“Acho corretíssima a visão do governo de tocar as grandes reformas. A reforma da Previdência é absolutamente fundamental”, disse ele. “Mas eu atacaria com igual ênfase essas minirreformas”, afirmou ele ao ser perguntado sobre a agenda de medidas do governo de Jair Bolsonaro.

Ao tomar medidas para estimular o setor privado, o executivo observou que o governo não pode pensar que está “fazendo um favor ou estendendo o tapete vermelho”, porque essas medidas acabam criando empregos. “São reformas que podem dar impacto importante no ambiente de negócios e no crescimento da economia.”

Nos entraves ao setor produtivo, Parente mencionou que há algumas questões, desde órgãos reguladores que demoram a dar respostas para questões que podem destravar exportações rapidamente. Há pontos regulamentares que bastam mudanças em leis ou decretos para facilitar os negócios.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!