ANP e Petrobras assinam acordo para pagamento de R$ 3,6 bi do novo Campo Jubarte – Isto É

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e a Petrobras assinaram acordo envolvendo áreas do Parque das Baleias. Pelo acordo, o novo contorno do Campo de Jubarte – que passa a ser denominado “Novo Campo de Jubarte” – será formado pelas áreas de Jubarte, Baleia Azul, Baleia Franca, partes de Cachalote e Pirambu, na Bacia de Campos.

ANP e Petrobras chegaram a um acordo sobre a data-base do pagamento de diferenças de participação especial (PE), de R$ 3,6 bilhões, sobre a produção do novo Campo de Jubarte e demais áreas de desenvolvimento do Parque das Baleias. A nova data-base será o quarto trimestre de 2016.

Serão pagos R$ 1,5 bilhão à vista e o restante em 42 meses.

A previsão de arrecadação nos próximos 20 anos é de R$ 25,8 bilhões em valores nominais, destinados à União (50%), Estados (40%) e municípios (10%). Diante dos novos investimentos previstos, a ANP aprovou a prorrogação da fase de produção do Novo Campo de Jubarte por 27 anos, para 2056 (inicialmente, se encerraria em 2029), condicionada a assinatura do acordo. “Com a celebração do acordo proposto, Petrobras e ANP entendem que perdem efeito todos os processos, bem como eventuais ações, recursos e procedimentos, mesmo os administrativos, que tratem do seu objeto”, afirmou.

O acordo foi assinado às 11 horas, no Palácio Anchieta, em Vitória, Espírito Santo, com a presença do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e do governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, além do presidente da estatal, Roberto Castello Branco, e o diretor-geral da ANP, Décio Oddone.


Fonte Oficial: Isto É.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!