Marinho diz que governo não vai mudar projeto de reforma da previdência – Exame

São Paulo — O secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, disse nesta quinta-feira, 4, que o governo não vai, por conta própria, “retirar nada do projeto” da reforma da Previdência. Segundo ele, essa seria uma função do Congresso Nacional.

“Agora o papel é do parlamento. Se os deputados resolverem tirar a capitalização individual, o BPC, o rural, tiram, mas acho que é um erro”, afirmou em almoço na Fiesp.

Ele afirmou que uma nova campanha oficial pró-reforma deve ser lançada pelo governo em 10 dias. O secretário completou ainda que a reforma atinge grupos específicos e que essas pessoas “vão com força nas redes sociais”, emendando que o cenário de desaprovação que se vê online não é o mesmo da realidade. Ele criticou ainda o discurso de “corporações” que, segundo eles, “dizem que estão afrontadas com o BPC e o rural mas estão preocupadas com próprios benefícios”.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), disse que esses dois pontos não “sobrevivem” à comissão especial. No momento, o texto ainda está na Comissão de Comissão e Justiça.

Durante esta quinta-feira, 4, o presidente Jair Bolsonaro encontrou líderes partidários, como ACM Neto, presidente do DEM, Geraldo Alckmin, presidente do PSDB, e Gilberto Kassab, presidente do DEM. Os tucanos prometeram apoio, mas fazem questão de algumas alterações e vão se manter independentes do governo.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!