China pode dificultar mineração de bitcoin com proibição de subsídios – Portal do Bitcoin

A Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma da China (CNDR), principal órgão de planejamento econômico do país, incluiu a atividade de mineração de criptomoedas em uma lista de 450 segmentos que pretende eliminar, proibindo subsídios locais.

De acordo com o The New York Times em publicação nesta terça-feira (09), se as novas regras forem aprovadas, os governos locais serão proibidos de dar subsídios aos mineradores de bitcoin e outras criptomoedas.

A maioria das empresas de mineração obtém subsídios ou outros benefícios, como desconto na energia elétrica, por exemplo. Segundo a reportagem, a cassação desses benefícios aumentaria a pressão do governo chinês sobre a criptomercado.

No entanto, antes de tomar a decisão, o órgão chinês vai solicitar à Comissão que busque por comentários públicos. A fase de análise tem um período curto, até 07 de maio.

Para o alívio dos mineradores, Zhao Qianjie, ex-executivo da exchange de bitcoin BTCChina, explicou que não é bem uma proibição.

“A atividade seria classificada como uma indústria que não poderia ser incentivada ou autorizada a se expandir, mas não é uma proibição”.

No entanto, as cidades que dão subsídios em energia elétrica ou cedem suas fazendas para mineradores em troca de empregos para os cidadãos, podem ser proibidas de dar continuidade no apoio conforme regimento local.

Desta forma, os mineradores que recebem tais subsídios também não veriam outra opção a não ser encerrar as atividades, visto que o consumo de energia elétrica na mineração de bitcoin é a maior parte do custo total da atividade.

“A decisão da CNDR está em consonância com o desejo da China de controlar diferentes camadas emergentes da criptoeconomia”, disse o cofundador da Kenetic Capital, Jehan Chu, de acordo com a Reuters.

Ele acrescentou:

“Acredito que a China simplesmente quer ‘reiniciar’ a criptoeconomia em uma que eles tenham supervisão, a mesma abordagem que eles tomaram com a Internet”.

Mineração é forte na China

A China é o maior mercado do mundo de equipamentos de mineração, embora o comércio de bitcoin e altcoins sejam proibidos desde 2017.

A atividade de mineração é, por enquanto, a única do setor criptoeconômico que não é afetada pelas autoridades chinesas em grande escala.

Algumas cidades têm manifestado contra fazendas de mineração, mas a maioria usa como argumento o uso ‘informal’ de eletricidade.

Em julho do ano passado, autoridades da região autônoma da China, Xinjiang Uyghur, consideraram ilegal a atividade de mineração usando o mesmo argumento e solicitaram o encerramento das empresas do setor.

O documento, que exigia que empresas de serviços públicos fechassem operações ilegais de mineração de bitcoin na jurisdição definiu a atividade como “entidade de negócios não licenciados”, ou seja, operação não registrada pelo governo local.


Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

O post China pode dificultar mineração de bitcoin com proibição de subsídios apareceu primeiro em Portal do Bitcoin.

Fonte Oficial: Portal do Bitcoin.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!