Perseguição em Niterói e operação no Flamengo deixam 6 mortos – Isto É

Um total de seis pessoas foram mortas e cinco ficaram feridas após duas ocorrências policiais na Região Metropolitana do Rio nesta quinta-feira, 11, em Niterói e no bairro do Flamengo, na zona sul da capital fluminense.

Em Niterói, dois suspeitos foram mortos e três pessoas ficaram feridas durante perseguição de policiais militares a acusados de assaltos, na manhã desta quinta. Uma mulher de 21 anos foi atingida na cabeça por uma bala perdida, teve perda de massa encefálica. foi submetida a cirurgia e até o fim da tarde estava internada em estado grave. A perseguição se estendeu por oito quilômetros.

Segundo a PM, o episódio começou quando dois criminosos em uma moto renderam um casal que trafegava pela rua Lopes Cunha, no bairro Fonseca, em um carro Volkswagen Fox preto. O casal, que acabara de sair de casa, entregou o veículo. Os criminosos abandonaram a moto e, antes de fugir com o Fox, já escolheram outra vítima: um motorista que vinha logo atrás do Fox, dirigindo um carro Peugeot, teve relógio, carteira e celular roubados.

Os assaltantes então seguiram com o Fox em direção ao bairro São Francisco. Perto do Colégio Gay Lussac, encontraram outro comparsa e iniciaram um arrastão. Nesse momento, policiais militares do 12º Batalhão (Niterói) foram chamados e formaram um cerco. Começou então o roteiro de fuga.

Os três criminosos seguiram pela rua Leite Ribeiro e, assim que chegaram à Alameda São Boaventura, foram cercados por policiais do 12º Batalhão e do programa Niterói Mais Segura. O trio chegou a trafegar pela calçada e houve o primeiro tiroteio, durante o qual duas mulheres foram atingidas por balas perdidas: Luana Barbosa de Vasconcelos, de 21 anos, atingida na cabeça, e uma idosa de 79 anos, cujo nome não foi divulgado, ferida de raspão na perna. Elas foram levadas para o Hospital Estadual Azevedo Lima, na mesma região. Luana estava em estado grave até a noite. A idosa passa bem e foi liberada.

Os criminosos conseguiram fugir e a perseguição continuou. Houve mais um tiroteio na rua Desembargador Lima Castro e um dos acusados foi morto dentro do Fox. Os outros dois abandonaram o carro, roubaram outro Fox – este, vermelho – e continuaram a fuga. Próximo da Estrada Viçoso Jardim, outro cerco da PM resultou em novo tiroteio. Mais um acusado foi morto e o outro, baleado. Um PM também foi alvo de tiro, mas estava protegido pelo colete a prova de balas. O suspeito baleado é Evandro Souza Lima, que foi submetido a cirurgia no hospital Azevedo Lima.

Segundo a PM, foram apreendidas uma pistola com kit rajada calibre ponto 40 e uma pistola calibre 380. Vários objetos roubados foram recuperados. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí.

Flamengo

Na comunidade Morro Azul, no Flamengo, zona sul do Rio, uma operação da Polícia Civil deixou quatro pessoas mortas e duas feridas. Segundo a polícia, todos são suspeitos de envolvimento com o tráfico.

Policiais da 7ª DP (Santa Teresa), com apoio de agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE), foram à favela à procura do traficante Alex Marques de Melo, o Léo Serrote, que tem vários mandados de prisão pendentes e estaria escondido lá. Segundo a Polícia Civil, há dois meses Serrote teria liderado uma invasão ao Morro da Coroa, no Catumbi (região central do Rio). Ele não foi encontrado, mas houve confrontos, que deixaram suspeitos mortos e outros feridos. Os policiais saíram ilesos. Segundo a Polícia Civil, foram apreendidos 25 quilos de maconha escondidos em toneis, além de duas pistolas, dois revólveres e duas granadas, que estariam com os mortos.


Fonte Oficial: Isto É.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!