Balanços Desenham a Abertura Positiva. Política Domina Cenário Local – Investing.com

A temporada de balanços corporativo ganha força nos EUA e já molda o humor dos investidores, com parte dos resultados superando as expectativas médias dos analistas e desenhando um cenário de crescimento modesto da atividade econômica e destacam-se os resultados de Johnson & Johnson (NYSE:), BofA, Citigroup, Netflix (NASDAQ:), IBM (NYSE:), BlackRock, Moody’s e Whirlpool.

Contrariando algumas premissas recentes de uma crise internacional de grandes proporções, a China divulgou dados oficiais do mercado imobiliário, com crescimento substancial da demanda por moradia e o preço de imóveis em cidades menores cresceu mais do que nas capitais.

Neste cenário, o Brasil tenta ganhar corpo e atração do investidor estrangeiro, pois apesar de uma série de indicadores positivos, ainda busca o prêmio de maior risco em mercados emergentes como o Brasil.

Entretanto, estamos perdendo espaço para países como Malásia, Coreia do Sul, China, Marrocos, Polônia a até Hungria na disputa pela atração do capital internacional.

Sem surpresas, o motivo ainda é a questão política e o avanço das reformas, em especial da previdência e a perspectiva de uma agenda liberal na economia, soltando as amarras do capital e reduzindo o risco regulatório e a incerteza jurídica que permeia o país.

Evento como o da Petrobras (SA:) na semana passada somente adicionam tensão e adiam cada vez mais o retorno maciço deste investidor, ávido aos retornos mais elevados, em meio a um contexto de taxas de juros nominais historicamente baixas mundo afora.

Admirável mundo novo.

CENÁRIO POLÍTICO

A expectativa dos investidores se volta à reunião de Guedes, do presidente da Petrobras Roberto Castello Branco e o presidente Bolsonaro e o que pode ser divulgado em relação ao aumento de preços do diesel por parte da Petrobras.

Com o evento, o governo já perde uma parcela significativa da sua articulação política, representada pelo adiamento da votação da PEC da reforma da previdência na CCJ, sendo suplantada e atrasada pela passagem do orçamento impositivo na inversão da pauta.

O PSL tem sido um atrasado monumental ao governo dado o amadorismo de seus membros e além de perder pontos importantes da articulação, ainda abre espaço para os ruralistas inserirem pontos com grande peso fiscal como o retorno do subsidio da energia elétrica ao agronegócio, com elevação da conta para os consumidores como um todo.

A pauta deste governo é sim positiva, mas o amadorismo ainda impera.

ABERTURA DE MERCADOS

A abertura na Europa é positiva e os futuros NY abrem em alta, com a temporada de balanços.

Na Ásia, o fechamento foi positivo, com dados chineses do mercado imobiliário.

O opera em alta contra a maioria das divisas, enquanto os Treasuries operam positivos em todos os vencimentos.

Entre as commodities metálicas, quedas, destaque à prata.

O abre em queda, com possível aumento na oferta.

O índice de volatilidade abre em queda de 1,5%

CÂMBIO

Dólar à vista : R$ 3,8717 / -0,26 %

Euro / Dólar : US$ 1,13 / 0,000%

Dólar / Iene: ¥ 111,92 / -0,107%

Libra / Dólar : US$ 1,31 / -0,069%

Dólar Fut. (1 m) : 3872,61 / -0,33 %

JUROS FUTUROS (DI)

DI – Janeiro 20: 6,47 % aa (-0,12%)

DI – Janeiro 21: 7,09 % aa (-0,70%)

DI – Janeiro 23: 8,22 % aa (-0,60%)

DI – Janeiro 25: 8,73 % aa (-0,91%)

BOLSAS DE VALORES

FECHAMENTO

: 0,22% / 93.083 pontos

: -0,10% / 26.385 pontos

: -0,10% / 7.976 pontos

: 0,24% / 22.222 pontos

: 1,07% / 30.130 pontos

: 0,42% / 6.277 pontos

ABERTURA

: 0,704% / 12104,87 pontos

: 0,076% / 5512,92 pontos

FTSE: 0,492% / 7473,47 pontos

Ibov. Fut.: 0,24% / 93144,00 pontos

S&P Fut.: 0,333% / 2919,20 pontos

Nasdaq Fut.: 0,379% / 7676,75 pontos

COMMODITIES

Índice Bloomberg: -0,23% / 82,12 ptos

Petróleo WTI: 0,21% / $63,53

:0,13% / $71,27

: -0,31% / $1.283,95

: 0,19% / $93,97

: 0,47% / $16,02

: -0,34% / $361,50

: -0,88% / $90,60

: -0,55% / $12,58

Fonte Oficial: Investing.com.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!