Grandes bolsas da Ásia sobem com PIB chinês; em Sydney, Vale derruba mineradoras – Isto É

As principais bolsas asiáticas fecharam em alta nesta quarta-feira, uma vez que uma série de indicadores melhores do que o esperado da China sinalizou que a política de estímulos de Pequim pode finalmente estar contendo a desaceleração da segunda maior economia do mundo. Já nos negócios da Oceania, a bolsa da Austrália foi puxada para baixo por mineradoras, que reagiram negativamente à decisão judicial que permitiu à brasileira Vale retomar operações em uma de suas maiores minas.

Dados publicados no fim da noite de ontem (já quarta-feira em Pequim) mostraram que o Produto Interno Bruto (PIB) chinês teve expansão anual de 6,4% no primeiro trimestre, maior do que o acréscimo de 6,3% previsto por analistas.

Além disso, a produção industrial da China deu um salto anual de 8,5% em março, bem acima da projeção de ganho de 6%. As vendas no varejo chinês, por sua vez, avançaram 8,7% na mesma comparação, também superando as expectativas do mercado, de alta de 8,4%.

Entre os mercados chineses, o índice Xangai Composto subiu 0,29% hoje, a 3.263,12 pontos, renovando máxima em 13 meses, enquanto o menos abrangente Shenzhen Composto avançou 0,72%, a 1.772,71 pontos. O setor automotivo foi destaque, com as ações de cerca de uma dezena de empresas atingindo o limite diário de valorização de 10% após a abertura do Salão do Automóvel de Xangai.

Em outras partes da Ásia, o japonês Nikkei se valorizou 0,25% em Tóquio, a 22.277,97 pontos, atingindo o maior nível em quatro meses, e o Taiex subiu 0,64% em Taiwan, a 10.997,26 pontos. Por outro lado, o Hang Seng terminou o pregão em baixa marginal de 0,02% em Hong Kong, a 30.124,68 pontos, e o sul-coreano Kospi teve leve queda de 0,12% em Seul, a 2.245,89 pontos, depois de acumular ganhos por 13 pregões consecutivos, sequência que igualou um recorde de 1987.

Na Oceania, a bolsa australiana ficou no vermelho, pressionada por ações de mineradoras, que tiveram fortes perdas após a Vale obter na Justiça autorização para retomar operações na mina de Brucutu, em São Gonçalo do Rio Abaixo (MG). O índice S&P/ASX 200 recuou 0,33% em Sydney, a 6.256,50 pontos. No setor minerador, a Rio Tinto caiu 4,7% e a Fortescue registrou tombo de 8,3%, o maior em três anos. Com informações da Dow Jones Newswires.

Fonte Oficial: Isto É.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!