Balanços, Dados nos EUA e Sanções ao Irã. Semana Começa Pesada – Investing.com

A semana anterior trouxe uma série de indicadores econômicos nos EUA acima das expectativas e ao menos marginalmente, revertendo em partes a tendência de um crescimento econômico mais modesto neste ano.

Para o Brasil, a tendência foi oposta, com o IBC-Br, prévia do PIB do Banco Central com resultado abaixo das expectativas e desenhando um cenário de atividade econômica fraca para o início deste ano.

Para ambos os eventos, ainda que apartados, a resposta da política monetária deve ser a mesma: paciência. Para os EUA, como citamos diversas vezes aqui, a ausência de reação inflacionária ao desemprego baixo deixa as autoridades atônitas ao ponto de deterem a alta de juros para entender tal fenômeno.

Por aqui, o peso da ausência das reformas também deixa a autoridade monetária numa posição difícil, daí a necessidade de se aguardar a conclusão dos eventos políticos, para então entender os efeitos na política monetária.

Na semana, após as fortes vendas ao varejo, os destaques são o PIB americano, dados do mercado imobiliário e no Brasil, o IPCA-15 deve ainda refletir o peso do item alimentação e o resultado deve superar a alta já considerável da medição anterior e dados do setor externo.

No âmbito corporativo, o dia 24 marca o início da temporada de balanços no Brasil com o resultado da ENEL e mais uma série de resultados sendo divulgados no exterior.

Um ponto importante, Trump anunciou que países que compram do Irã devem sofrer sanções dos EUA e a semana começa com forte impacto na commodity, puxando também commodities metálicas e a volatilidade no início da semana.

Destacam-se hoje os resultados de Kimberly-Clark (NYSE:), Lennox e Whirlpool.

CENÁRIO POLÍTICO

O alívio causado pela “aula” de Paulo Guedes durante entrevista na TV semana passada é pouco para preservar a calma do mercado financeiro, ainda atento às movimentações da CCJ.

As atenções se voltam à tentativa do Centrão de mostrar poder e de como o governo pode lidar com a insatisfação de sua base, em especial ao PSL, dados os acenos, por exemplo, de Guedes ao Novo.

A ‘ciumeira’ generalizada pela ausência de distribuição de cargos, pela falta de comprometimento com a agenda liberal e com o pragmatismo dos militares estão entre os fatores a serem lidados com o governo e obviamente, com os ‘filhos adolescentes’ do presidente nas redes sociais.

ABERTURA DE MERCADOS

A abertura na Europa é positiva e os futuros NY abrem em queda, com a temporada de balanços.

Na Ásia, o fechamento foi negativo, com as sanções dos EUA aos países que compram petróleo iraniano.

O opera em queda contra a maioria das divisas, enquanto os Treasuries operam positivos em todos os vencimentos.

Entre as commodities metálicas, altas, exceção ao cobre.

O petróleo abre em alta, com a sanção americana.

O índice de volatilidade abre em alta de 9,4%

CÂMBIO

Dólar à vista : R$ 3,9278 / -0,32 %

Euro / Dólar : US$ 1,13 / 0,044%

Dólar / Yen : ¥ 111,93 / 0,009%

Libra / Dólar : US$ 1,30 / -0,054%

Dólar Fut. (1 m) : 3921,17 / -0,37 %

JUROS FUTUROS (DI)

DI – Janeiro 20: 6,45 % aa (-0,12%)

DI – Janeiro 21: 7,03 % aa (-1,26%)

DI – Janeiro 23: 8,21 % aa (-1,20%)

DI – Janeiro 25: 8,77 % aa (-0,79%)

BOLSAS DE VALORES

FECHAMENTO

: 1,39% / 94.578 pontos

: 0,42% / 26.560 pontos

: 0,02% / 7.998 pontos

: 0,08% / 22.218 pontos

: -0,54% / 29.963 pontos

: 0,05% / 6.260 pontos

ABERTURA

: 0,000% / 12222,39 pontos

: 0,000% / 5580,38 pontos

FTSE: 0,000% / 7459,88 pontos

Ibov. Fut.: 1,25% / 95223,00 pontos

S&P Fut.: -0,175% / 2904,80 pontos

Nasdaq Fut.: -0,308% / 7688,75 pontos

COMMODITIES

Índice Bloomberg: 0,59% / 82,07 ptos

Petróleo WTI: 2,03% / $65,30

:2,31% / $73,63

: 0,22% / $1.278,34

: -0,05% / $92,91

: 0,00% / $15,72

: -0,49% / $356,50

: 3,62% / $91,40

: 3,32% / $12,71

Fonte Oficial: Investing.com.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!